Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Cadastro de doadores de medula óssea acontece na próxima semana em São José

O cadastro é gratuito e pode ajudar pessoas com leucemia em todo país

Saraga Schiestl
São José

 

A próxima semana será destinada para a conscientização da população sobre a necessidade do cadastro de doador de medula óssea. No dia 16, acontece no paço da prefeitura municipal de São José, o recolhimento de amostras de sangue das pessoas que ainda não são doadoras. A campanha inicia às 9h e segue até às 17h e será coordenada pelo Hemosc (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina).

 

 

Para ser um doador de medula óssea basta ter entre 18 e 54 anos e ser saudável. Grávidas e pessoas com doenças consideradas leves, como gripes, também podem realizar o cadastro. A assistente social do Hemosc, Diná Pinheiro, explica que são retirados 5ml de sangue do possível doador. “Após a coleta é feita uma análise das características genéticas, esse mapeamento é enviado para o Redome, o Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea”, informa. Se um paciente em qualquer lugar do Brasil tiver as mesmas características de um doador, a doação de medula pode ser realizada.

 

 

A meta do Hemosc é cadastrar 300 novos doadores durante a campanha em São José. “Atualmente Santa Catarina possui 70 mil pessoas cadastradas e no Brasil esse número já passa de 1,8 milhão. São números satisfatórios, mas sempre precisamos de mais inscritos”, defende Diná.

 

A assistente social lembra ainda que, uma pessoa pode doar mais de uma vez a medula, já que esta se recompõe em aproximadamente 10 dias. “O transplante é simples, feito em hospitais com uma anestesia geral ou peridural”, completa.

 

Serviço

 

O que: cadastro de doadores de medula óssea

Onde: Rua Domingos André Zanini, em frente a Prefeitura Municipal de São José

Quando: 16/12, das 9h às 17h

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade