Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Bonecos gigantes do Fita invadem ruas da Capital na tarde desta segunda-feira (13)

Artistas do Festival Internacional de Teatro chamaram público nas ruas para assistirem espetáculos

Mônica Amanda Foltran
Florianópolis
Débora Klempous/ND
Público se encantou com as apresentações

A tarde desta segunda-feira( 13) ganhou um colorido a mais com o desfile de cinco bonecos gigantes acompanhados de três grupos teatrais nas principais ruas do Centro da cidade. Os artistas participam do  Fita (Festival Internacional de Teatro e Animação) e o cortejo, que partiu do museu Cruz e Sousa e seguiu até a praça da Alfândega, marcou o início da programação que ocorre desde o dia 12 e segue até o dia  19 em sete cidades catarinenses.

“É uma maravilha poder encantar as pessoas, resgantado fantasias”, conta Raquel Durigon, que leva a simpática e grande boneca “Dudin”, vibrante com sua cor vermelha e olhos de florzinhas. Raquel, que dirige junto com Luciano Wieser o espetáculo Mira, explica que os bonecos fazem uma alusão as brincadeiras infantis e traz uma forte relação com o imaginário das pessoas. Pela primeira vez participando do Fita, Raquel destaca a troca de experiências. “O Fita é um festival de animação, uma grande universidade entre os bonequeiros”, avalia.

A novidade nesta edição do Fita foram os bonecos recicláveis. Valdinei Marques, que coordenou as ofcinas no Museu do Lixo, na Comcap (Companhia de Melhoramentos da Capital) explica que os bonecos foram feitos com produtos retornáveis, todos sem cola e sem tinta. “Assim eles podem ser reaproveitados”, explica. “É uma forma da arte sair de dentro dos museus e ir de encontro com o povo”, completa o artista, que desfila com seu boneco feito de um bombona de água, onde os braços são partes de um aspirador de pó.

A pequena Maria Morena, de apenas dois anos, assisitia a todo espetáculo concentrada nos bonecos que se mexiam e dançavam a sua frente. A mãe, Daniela Gomes, 32,  elogia “a opção diferente de cultura” e acrescenta que a arte é essencial para todas as idades, mas merece mais divulgação, por parte das organizações.

Evento presente em sete cidades

A coordenadora do festival, Sassá Moretti, avalia a ampliação do evento, que a cada ano recebe mais artistas e conta com a participação do público. “Ano passado ocorreu em três cidades, este ano já estamos em sete”, observa. “As pessoas querem ver nas ruas o que se faz nos palcos. Ontem (domingo, 12) o teatro (no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina) estava lotado, tivemos que parar de vender os ingressos”, comemora.

O Fita está na sua 5ª edição e conta com a participação de 19 companhias de teatro. Em Florianópolis, as apresentações ocorrem de 12 a 18 de junho. Em Blumenau, Itajaí, Joinville, Criciúma, Lages e Chapecó, os espetáculos circularão entre 13 e 19 de junho. Leia mais sobre o assunto na página 2 do Plural.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade