Publicidade
Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Atleta de Biguaçu termina Panamericano de Caratê em quinto lugar

Com diferença de apenas um ponto, medalha de ouro é de um venezuelano

Mariella Caldas
Biguaçu

Durante nove dias, o jovem José Delmizo, 16, atleta que representa o município de Biguaçu, permaneceu em Fortaleza (CE) para competir no Panamericano de Karatê. O quinto lugar não foi o esperado pela equipe, mas trouxe experiência e conhecimento ao adolescente. Das três lutas, José enfrentou um americano, um venezuelano e outro peruano.

Com diferença de um ponto, o atleta Andres Contreras, da Venezuela, foi o campeão das Américas da categoria. “O resultado foi positivo e serviu para ter mais experiência”, comenta José. O treinador Jurandir Hasse considera o desenvolvimento e a subida no ranking repentinas. “Não havia atleta ruim. O Brasil levou quase cem competidores. Para comparar, o tricampeão brasileiro estava na mesma chave que a do José”, ressalta.

De acordo com o treinador, a única diferença entre José e os outros esportistas é a experiência. “Precisamos investir mais. Em Santa Catarina, há dois atletas que são titulares no Panamericano. Precisamos colocar o José em mais campeonatos grandes”, comenta. Para Hasse, o adolescente tem até 2013 para se profissionalizar e conseguir patrocínio. “O primeiro quesito é sempre o financeiro. Se este for solucionado, é uma preocupação a menos”, afirma.

José Dalmizo é natural de Fortaleza, mas mora em Biguaçu desde bebê. Ele treina karatê desde os quatro anos de idade com Hasse. A medalha de bronze no Campeonato Brasileiro, realizado em junho deste ano, rendeu uma vaga no Panamericano. “Meu sonho é participar de uma competição mundial e abrir caminho para quem está começando agora. Não quero parar de treinar nunca”, afirma o garoto.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade