Publicidade
Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Beira-mar Norte se mantém como a avenida mais valorizada e cobiçada de Florianópolis

Investidores apostam na ótima localização que une mar e vida urbana para abrir e manter seus negócios

Alessandra Oliveira
Florianópolis
Rosane Lima/ND
Com sete quilômetros de extensão, Beira-Mar Norte tem 82 prédios


A localização, aliada à escassez de terrenos para novos empreendimentos são fatores que mantêm a avenida Beira-Mar Norte entre os espaços mais cobiçados de Florianópolis. A principal avenida da Capital, que tem o nome oficial de Jornalista Rubens de Arruda Ramos, disputa com Jurerê Internacional o metro quadrado mais caro da Ilha. Embora os valores sejam altos (entre R$ 5 mil e R$ 5,5 mil o metro quadrado), os investidores não se afastam. No momento, um condomínio de alto padrão está sendo construído. A primeira torre com 80 apartamentos será entregue em dezembro deste ano. Até 2018 serão mais de 300 novas unidades. Também está em construção um hotel, que será o quarto da Beira-Mar. Os trabalhos de fundação de um prédio de 15 andares foram lançados há três meses. Para quem abriu negócios na avenida, não há arrependimentos, como garante o proprietário do restaurante Guacamole, Raphael Dabdab.  

Há cinco anos, Dabdab abria as portas de um restaurante mexicano na avenida mais movimentada da cidade. Os negócios vão bem, mas o empresário tem sentido no bolso o peso da supervalorização dos imóveis. “Nos últimos três anos ficou bem mais caro manter negócios aqui. Mas vale a pena porque a localização é um dos principais atrativos para moradores e turistas”, disse.

O preço do metro quadrado na Beira-Mar, em alguns casos, supera os valores praticados em capitais como Rio de Janeiro. “Encaramos os custos como investimentos. Estamos em um local nobre, próximo aos principais hotéis do Centro e de muitos residenciais. A localização justifica os altos valores que pagamos de locação e IPTU”, afirmou Dabdab.

O empresário mantém sociedade com Rafael Breda, que administra o restaurante australiano Didge, ao lado do Guacamole. Os estabelecimentos pertencem a uma rede que exige a proximidade entre os dois comércios. “Nossa identidade visual é padronizada. Estarmos nesse espaço tão disputado é garantia de retorno. A avenida é uma mídia própria para quem está aqui”, garantiu Breda.

Ao falar sobre as poucas casas e prédios baixos ao longo da avenida, Breda garante que ainda há harmonia entre as construções. “Não há competição. Embora tenhamos novas edificações, o que favorece os negócios, é hora de pensar em novas vias para que o trânsito não entre em colapso nesta avenida”, sugeriu Dabdab.

Escassez de terrenos valoriza área

O presidente do Sinduscon (Sindicato da Indústriada Construção Civil), Hélio Bairros lembra que a supervalorização da avenida Beira-Mar Norte começou na década de 1970, quando foi duplicada. No entanto, Bairros reconhece que a alta de preços se acentuou nos últimos cinco anos. “A área está esgotada. A alta valorização se dá por conta dessa escassez”, afirmou.

Ao falar sobre a demolição de prédios mais antigos para a construção de novos empreendimentos Bairros defende a modernização e diz que as edificações, em sua maioria, estavam obsoletas e não eram ambientalmente sustentáveis. “As casas baixas podem desaparecer. Isso não é uma regra, mas pode acontecer”, disse. O presidente do Sinduscon lembra que são poucos terrenos e que a solução encontrada por alguns investidores é o amembramento, ou seja, a união de terrenos para a construção de novos empreendimentos.

Localização é imbatível, diz presidente do Sinduscon

Ao destacar a arborização e iluminação da Beira-Mar Norte como fatores que contribuem para a segurança e qualidade de vida de moradores e frequentadores, o presidente do Sinduscon, Hélio Bairros, lembra que a revitalização feita pela prefeitura e entregue a população em março de 2011, deu uma nova “cara” ao local. Foram investidos mais de R$ 17 milhões.

As melhorias contemplaram a recuperação da ciclovia, duplicação da calçada, heliponto, trapiche, recuperação do asfalto e instalação de pergolado de madeira. “Está é uma região que desperta o desejo das pessoas. É um espaço singular que reúne área urbana, vida noturna, atividades esportivas e belezas naturais”, ressaltou Bairros.

Ele defende que não exista outro lugar na Capital que possa concorrer com a Beira-Mar Norte. “A localização é imbatível”, completou.

 De acordo com o Ipuf (Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis), a avenida tem 82 prédios e 3.251 unidades habitacionais. Três obras estão em andamento e uma está embargada há mais de dois anos. O prédio em construção que abrigaria uma churrascaria foi interditado por ausência de recuo da calçada. Segundo o Ipuf, o espaço foi vendido e os novos proprietários se comprometeram a regularizar a obra, mas ainda não há data para a adequação.

Novos moradores em dezembro

No dia 5 de dezembro serão entregues os primeiros apartamentos do empreendimento Simphonia WOA Beiramar, formado por quatro prédios de alto padrão. O Soprano Hall tem seis diferentes plantas de apartamentos, com duas e três suítes. Sacadas amplas, livings modernos e suítes confortáveis, além de um ático composto por duas coberturas e áreas comuns decoradas e climatizadas compõem o edifício, em um dos locais mais disputados da Capital.

No local também foi instalado um sistema de captação de água da chuva que será utilizada nas torneiras para irrigação dos jardins e áreas comuns, além de ser destinada aos vasos sanitários dos banheiros dos apartamentos. Durante a construção os resíduos da obra são selecionados por categorias, como madeira, metal, plástico e papel. Após a entrega as moradias de alto padrão receberão reservatórios para separação do lixo orgânico e reciclável.  “Acreditamos que as soluções de sustentabilidade serão padrões para as edificações do futuro. Queremos ser diferentes e oferecer soluções diferenciadas com foco na comodidade e na funcionalidade dos moradores”, ressalta diretor da WOA Empreendimentos Imobiliários, Ronaldo Koerich.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade