Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Baleias encalhadas em Florianópolis movimentam ativistas e moradores

Um animal foi encontrado morto no Norte da Ilha, e outro chegou a ser desencalhado no Sul, por moradores que tentavam salvá-lo

Cristiano Rigo Dalcin
Florianópolis
05/08/2018 às 20H24

Duas baleias que encalharam nas praias da Ilha de Santa Catarina movimentaram ativistas e moradores neste domingo (5). Ao norte, na Praia dos Ingleses, uma baleia juvenil da espécie baleia-de-bryde foi encontrada morta pela manhã. Já no Sul, na Praia da Armação, um filhote de baleia encalhou no início da tarde e foi devolvido ao mar com a ajuda de seis moradores.

Morador da Armação, André Machado foi uma das pessoas que ajudou a colocar o animal no mar novamente. O filhote estava na beira durante toda a manhã, mas com a mudança da maré, acabou encalhado na areia. “Ele parecia arranhado, mas acho que foi devido às conchas”, contou André. Depois de ser recolocada no mar, o filhote, que pode ser da espécie Franca, não foi mais visto.

Comunidade desencalha baleia na Armação do Pântano do Sul - Maristela Amorim/Divulgação
Comunidade desencalha baleia na Armação do Pântano do Sul - Maristela Amorim/Divulgação


A jornalista Maristela Amorim interrompeu o passeio de bicicleta e registrou a luta dos moradores para devolver a baleia ao mar. “Estava todo mundo apavorado, tentando ajudar”, relatou Maristela.  A Associação R3 Animal, que participa do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), foi acionada no início da tarde, mas a baleia já havia sido devolvida ao mar quando a equipe de monitores chegou ao local.  Nesta segunda-feira (6), a equipe retornará ao local para verificar se o animal irá encalhar novamente ou não.

Na Praia dos Ingleses, a baleia juvenil da espécie baleia-de-Bryde que apareceu morta tinha sete metros de comprimento. Uma equipe de biólogas e veterinárias da Associação R3 Animal isolou a área. Uma necropsia do animal foi realizada no local para tentar identificar a causa da morte. 

A Baleia-de-Bryde é uma espécie que habita águas tropicais e subtropicais de todos os oceanos, tanto em áreas costeiras como oceânicas. Apresenta um corpo longo e estreito e uma pequena nadadeira dorsal. Em dezembro do ano passado, uma baleia da mesma espécie encalhou viva em Paulo Lopes, entre a Praia da Gamboa e a Guarda do Embaú.

Baleia de Bryde encontrada morte na Praia dos Ingleses, Norte da Ilha - Foto Emerson Ferreira/R3Animal
Baleia de Bryde encontrada morte na Praia dos Ingleses, Norte da Ilha - Foto Emerson Ferreira/R3Animal

Naquela ocasião, equipes da Associação R3 Animal, Instituto Australis/Projeto Baleia Franca e da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina) conseguiram desencalhar o animal com sucesso, com o auxílio do Corpo de Bombeiros de Palhoça, da Polícia Militar Ambiental e uma traineira de pesca que navegava próximo ao local. Se você encontrar um mamífero, tartaruga ou ave marinha morta ou debilitada, ligue 0800 642 3341.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.    

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade