Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Ataque conjunto de EUA, França e Reino Unido na Síria já está em andamento

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que os objetivos da ofensiva são as "capacidades de armamento químico" do governo de Bashar al Assad

Agência Brasil
Florianópolis
13/04/2018 às 22H57

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (13) que os ataques conjuntos com a França e o Reino Unido contra o governo de Bashar al Assad "estão em andamento neste momento". Trump disse que os objetivos da ofensiva são as "capacidades de armamento químico" de Assad, a quem acusa de ter efetuado um ataque químico no passado sábado na cidade de Duma. A informação é da agência EFE.

Mais cedo, Trump se reuniu hoje com sua equipe de Segurança Nacional e anunciou em pronunciamento que decidiu lançar ataques de precisão contra o regime do sírio Bashar Al Assad, em parceria com o Reino Unido e a França. Ele anunciou "ataques de precisão" conjuntos com o Reino Unido e a França contra as "capacidades de armamento químico" do governo de Bashar Al Assad na Síria.

Com estes ataques, os três países respondem ao suposto ataque químico ocorrido no sábado passado na cidade de Duma, pelo qual culpam o governo sírio.

Em Lima, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, deixou prematuramente nesta sexta-feira a cerimônia de abertura da 8ª Cúpula das Américas e retornou ao seu hotel, enquanto a imprensa especulava sobre o possível anúncio de Trump, relativo à Síria.

Pence, que devia participar da cerimônia de abertura e depois de um banquete, se dirigiu ao seu hotel pouco depois de chegar ao Grande Teatro Nacional de Lima, enquanto a Casa Branca convocava em Washington os jornalistas para um possível anúncio.

A crise na Síria foi exatamente o motivo que Trump deu para cancelar sua viagem à Lima para participar da Cúpula das Américas.

Pence chegou hoje à capital peruana para representar o presidente americano no evento e se reuniu com opositores venezuelanos e com a ativista cubana Rosa María Payá.

Matéria atualizada às 22h31 para confirmar o início dos ataques.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade