Publicidade
Terça-Feira, 18 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Após mais uma morte na SC-406, moradores relatam perigo de caminhar na rodovia do Rio Vermelho

Motociclista de 28 anos morreu na manhã do sábado após ser jogado para fora da pista por um veículo

Elaine Stepanski
Florianópolis

Outra morte foi registrada em uma rodovia estadual de Florianópolis no sábado (7). O motorista Douglas Jacques da Silva, 28 anos, morreu após ser jogado para fora da pista da rodovia João Gualberto Soares, a SC-406, no bairro Rio Vermelho, por Volkswagen Fox. Segundo a PMRv, o motorista Osmair da Silva, 42, fugiu do local e foi localizado nos Ingleses. Questionado pela polícia sobre os amassados no veículo, ele chegou a falar que colidiu em um poste, mas pouco depois assumiu que bateu em uma motocicleta. Osmair foi submetido ao teste do bafômetro e preso em flagrante, já que foi constatada a ingestão de álcool acima do limite máximo de 0,3 miligrama.

Moradores do Rio Vermelho reclamam da alta velocidade na rodovia. Manoela Ferreira Cidade, 13, caminha com frequência no km 11, onde ocorreu o acidente, e afirma que quase foi vítima da imprudência dos motoristas. “Por dois passos não fui atropelada. Eles passam muito rápido e pegam quem está no acostamento. Tem que andar muito atenta”, disse.

Bruno Ropelato/ND
Manoela caminha com frequência na rodovia e sente medo por causa da imprudência dos motoristas

 

Quem mora na região, se já não foi vítima, presenciou ou soube dos constantes acidentes no trecho. É o caso de Romário Gentil de Jesus, 45. “É um trecho perigoso. Já presenciei inúmeros acidentes, e não é de hoje. Fiquei sabendo que o motociclista que morreu no sábado retornava do serviço e foi atropelado. Muito triste”, lamentou. Segundo o morador os veículos andam constantemente em alta velocidade.

Sem radar em funcionamento, a imprudência é grande. “Já acordei com veículos batidos na frente de casa. Mas, mais do que radares, o que falta é a consciência das pessoas. A gente como morador se cuida, evita andar naquele trecho, caminha pela praia”, afirmou Rogério Gentil de Jesus, 36.

 

Sobre o acidente

De acordo com a PMRV (Polícia Milirar Rodoviária Estadual), Douglas Jacques da Silva pilotava a motocicleta por volta das 6h40, no km 11 da rodovia, no Rio Vermelho, quando foi arremessado para fora da pista pelo carro, que colidiu atrás. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade