Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Após ataque a Bolsonaro, Haddad faz caminhada em SP com segurança reforçada

Candidato ao Governo pelo PT, seguiu agenda na manhã deste sábado no município de Parelheiros

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
08/09/2018 às 16H41

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um dia depois do ataque a Jair Bolsonaro (PSL), o PT triplicou o número de seguranças que acompanham o ex-prefeito Fernando Haddad nas atividades de campanha.

Segundo presidente da Central Única dos Trabalhadores, Fernando Haddad é o representante de Lula - Wilson Dias/Agência Brasil/Divulgação/ND
Haddad cumpriu agenda na manhã deste sábado em São Paulo - Wilson Dias/Agência Brasil/Divulgação/ND


Na manhã deste sábado (8), em Parelheiros, seis seguranças o acompanharam, em vez da habitual equipe de dois homens.

No extremo sul da capital, Haddad responsabilizou o ex-prefeito e atual candidato a governador pelo PSDB, João Doria, pelas mazelas da região.

Haddad disse que entregou ao sucessor o hospital de Parelheiros com 85% de execução. E que Doria não foi capaz de concluí-lo em dois anos de governo.

Após listar as promessas de Doria, Haddad disse que o tucano afirmou que não deixaria o cargo. Mas sumiu.

Quando cobrado por moradores de Vargem Grande, Haddad repetiu que Doria não levou a cabo as obras em curso.

Questionado por uma moradora se assumirá a vaga do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como cabeça de chapa na corrida presidencial, Haddad respondeu "provavelmente".

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade