Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Aplicativo que permite cadastro de bicicletas se transforma em aliado contra furtos

Iniciativa que surgiu há dois anos ganha cada vez mais adesões em Santa Catarina

Colombo de Souza
Florianópolis
Flávio Tin/ND
Guilherme usa o aplicativo, que mantém um cadastro nacional acessado pelo QR Code


O autônomo Guilherme Ribeiro Pinto, 36 anos, é mais um aficcionado por bicicleta que aderiu ao cadastro nacional de ciclistas e bicicletas, o “Bike Registrada”. O objetivo do cadastro é estimular a mobilidade urbana de maneira sustentável, segundo Ribeiro, e promover a segurança do ciclista, combatendo o roubo. Para cadastrar a bike, o interessado deve entrar no site Bike Registrada.

O dono da bicicleta preenche dados pessoais, número de identificação de cada bike e registra também os acessórios. Tudo isto vai para um banco de dados nacional, criado por dois engenheiros e um economista de Brasília que desenvolveram o aplicativo “Bike Registrada”. Por meio do software, disponível em  androide e em iOS, o cidadão faz um “QR Code” (posiciona o celular em direção ao número do registro da bike) e verifica se ela é furtada.

O aplicativo foi criado em 2013. Em Florianópolis, o cadastro nacional ganhou força após a divulgação pelo 4º BPM (4 Batalhão da Polícia Militar), que reuniu proprietários de lojas de bike e usuários que pedalam em grupos, para falar sobre o projeto da Polícia Militar “Bike Segura”. O objetivo foi disseminar informações que ajudassem a evitar roubos, furtos e também estimular hábitos seguros.

Neste evento, realizado no final do mês passado, a PM apresentou o “Bike Registrada” e trouxe um dos criadores do programa, o engenheiro de software Rubens Vasconcellos para falar sobre como nasceu a ideia. Vasconcellos relatou que a iniciativa foi desenvolvida depois do furto da bicicleta de um dos sócios. “Falamos com vários policiais e eles reclamaram da dificuldade de encontrar o dono de uma bicicleta furtada. Então, pesquisamos e desenvolvemos o aplicativo, que é utilizado gratuitamente para a PM recuperar bikes furtadas ou roubadas”.

Usuários trocam informações

Em Santa Catarina, segundo Rubens Vasconcellos, mais de seis mil já se cadastraram no programa. A iniciativa foi contagiando os ciclistas, mesmos os que pedalam somente em finais de semana, e a intenção é multiplicar a adesão. A difusão está sendo feita entre grupos que pedalam, em lojas do ramo e nos eventos que reúnem os adeptos. 

Na homenagem que o grupo Bicicletada Floripa apoiado pelo ViaCiclo, vai fazer terça-feira (13), na via expressa - Ghost Bike -  ao professor de Química Gabriel Serôa da Mota,  que morreu atropelado na Via Expressa no dia 5,  também estará sendo difundida a importância do cadastramento nacional.  “Quem já se cadastrou deve ensinar o colega”, comentou o autônomo Guilherme Ribeiro Pinto, 36. Ele ressaltou que no evento vai ser colocada uma bicicleta “fantasma” pendurada em uma haste no local onde ocorreu o acidente.  Já para o próximo sábado, 17, Guilherme está realizando o evento Bike Halloween, em São Pedro de Alcântara, onde haverá distribuição de brindes e, é claro, influenciar os ciclistas a aderir ao cadastro nacional. 

De acordo com ele, quando o proprietário for preencher os dados no cadastro pode adquirir um selo ao preço de R$ 30. O selo é opcional. O interessado pode fazer o cadastro utilizando a conta do facebook.  Inicialmente ele entra no site www.bikeregisrada.com.br, clica no botão entrar no facebook, preenche os dados solicitados e por último clica no botão solicitado.  Pronto. A conta já foi criada e o interessado cadastrado.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade