Publicidade
Terça-Feira, 18 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Apesar de previsão de chuva, Casan faz alerta para uso racional da água

Segundo a companhia, o nível do rio Pilões está abaixo do normal, o que dificulta a captação da água

Everton Palaoro
Florianópolis
17/08/2018 às 22H14
Local após o ponto de captação do Rio Itinga, em Tijucas - SCDrones/Divulgação
Local após o ponto de captação do Rio Itinga, em Tijucas - SCDrones/Divulgação

A previsão do tempo é de chuva em toda a região nos próximos dias. A notícia é animadora para os municípios da Grande Florianópolis. Na sexta-feira (16), a Casan (Companhia Catarinense de Água e Esgoto) divulgou comunicado pedindo uso racional da água. Segundo a nota, o nível do rio Pilões está abaixo do normal, o que dificulta a captação da água.

A empresa solicitou que a população economize o produto devido ao inverno com pouca chuva. A Casan abastece os municípios de Florianópolis, São José e Palhoça. Na região, Tijucas também enfrenta um período de seca. O rio Itinga, principal ponto de captação da cidade está com volume no pior nível desde 2003. O Samae (Serviço Autonômo de Água e Esgoto) informou que o estado é de emergência e se não voltar a chover significativamente nos próximos dias, não está descartado ocorrer racionamento.

A metereologista Laura Rodrigues explica que há grande possibilidade de chuva na próxima semana. “O tempo muda. A semana de modo geral é de chuva, principalmente do Oeste ao Litoral Sul. É um condição diferente das anteriores”, ressalta.

Segundo ela, houve o predominío de massas de ar seco e as frentes frias passaram pela região com pouca atividade chuvosa. “As massas de ar frio entraram na parte continental. E elas são mais secas”, argumentou.

Na região, a situação mais complicada está em Tijucas. Jilson José de Oliveira, presidente do Samae, não descarta o racionamento de água caso a estiagem continue.

Oliveira diz que a cidade precisa ter outro ponto de captação. “Todas as medidas possíveis estão sendo adotadas para minimizar os efeitos da estiagem, porém, somente com a normalização do volume de chuvas teremos resultados mais eficazes. Essa água será captada do rio Tijucas. Vamos sanar esse problema grave que temos na cidade ”, argumentou.

Em São João Batista, o nível do rio Tijucas está 40 centímetros abaixo do normal. Apesar disso, a prefeitura informou que não há alerta em relação ao fornecimento de água, já que a captação de água ocorre em outro afluente.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade