Publicidade
Terça-Feira, 21 de Agosto de 2018
Descrição do tempo
  • 16º C
  • 11º C

Aos 185 anos, Biguaçu celebra a conquista de investimentos e a geração de empregos

Em entrevista, o prefeito Ramon Wolllinger fala sobre o salto econômico do município e futuros projetos

Everton Palaoro
Florianópolis
16/05/2018 às 23H02

O município de Biguaçu celebra nesta quinta-feira (16) o aniversário de 185 anos de emancipação poli­tíco-administrativa. E a maior conquista é a credibilidade. O prefeito Ramon Wolllinger (PSD), acredita que a cidade vive uma nova fase. Para ele, o município tem se desenvolvido e atrai novos investimentos. O gestor prevê novos empreen­dimentos públicos e privados para alavancar a economia nos próximos anos.

Prefeito Ramon Wollinger destaca que Biguaçu conseguiu superar crise - Flávio Tin/ND
Prefeito Ramon Wollinger destaca que Biguaçu conseguiu superar crise - Flávio Tin/ND


Wollinger diz que a cida­de supera desafios a cada dia. “Ela é muito bem vista perante os investidores. Por isso, temos recebido algumas ações. As empresas que querem investir, procuram uma administração séria”, comentou.

Segundo Wollinger, os de­safios do futuro são melhorar os serviços ofertados à popu­lação e também investir em educação de qualidade e infra­estrutura. “Temos obras impor­tantes para serem realizadas este ano, como calçamentos e construção de creches”, proje­tou.

Wollinger enfatizou que hoje a Prefeitura de Biguaçu conquistou o repeito dos for­necedores, principalmente pelo fato do município conse­guir honrar os compromissos. Essa credibilidade gera economia. “É um ponto favorável. Temos o poder de negociar. Nossas licitações tem bastan­te procura. Varias empresas querem fornecer para o mu­nicípio. Isso gera uma disputa entre os fornecedores e o preço cai. Automaticamente conse­guimos economizar recursos públicos”, argumentou

Devido ao aniversário do município, a prefeitura realizou a entrega de algumas obras e, também, o lançamento de projetos como o da macrodre­nagem. “Assinamos contratos de pavimentação. E estamos querendo abrir nosso posto do Prado e a maternidade do hos­pital”, finalizou.

Município tem economia diversificada

O orçamento de Biguaçu para 2018 é de R$ 180 milhões. De acordo com Wollinger, a economia é bastante diversificada. Embora a a indústria do plástico seja destaque, os setores de serviços, comércio, indústria pesqueira e agrícola também têm papel importante no desenvolvimento da cidade. Atualmente, Biguaçu tem 70 mil habitantes.

O prefeito destacou que algumas áreas no município passam por reorganização para alavancar a economia. O mesmo ocorre destro da estrutura administrativa, tendo em conta a situação atual do país. “Temos trabalhado bastante nessa questão de contenção. De primar pelo recurso público. Temos foco na questão de licitações, fiscalização de obras e, principlamente na aplicação dos recursos”, acrescentou.

O prefeito acredita que o quarto ano de mandato é crucial para concretizar algumas mudanças bruscas. “Hoje, passados quatro anos, eu conheço praticamente todas as pessoas do município. Sei onde estão os problemas e vou tentar buscar as soluções”, comentou.

Embora ainda enfrente os desafios da crise econômica, Wollinger garantiu que hoje está muito mais preparado para enfrentar os problemas da cidade. “Os piores anos foram 2015 e 2016. Houve queda na arrecadação. Tivemos que fazer grandes cortes”, finalizou.

Bigua WhatsApp facilita comunicação

Uma das maneiras encontradas para estar sempre em contato com a população é o Bigua WhatsApp. O aplicativo é uma ferramenta onde o cidadão tem a oportunidade de fazer críticas, elogios e sugestões diretamente aos gestores de cada pasta. Segundo o prefeito, o aplicativo tem tido boa aceitação do público. E quando o secretário responsável pelo setor não fornece o atendimento necessário, o morador acaba sempre enviando uma mensagem também para o prefeito.

Após três anos sem telefone funcional, os gestores de cada área da administraão pública receberam um aparelho. Contudo, uma das exigências é que o servidor mantenha o celular conectado 24 horas por dia. “Mudamos toda a telefonia da prefeitura. Usamos Voip e o celular não tem tarifa entre os secretários. Cada um tem seu Bigua WhatsApp e seu número. Ele tem que estar 24 horas ligado. Tem o ônus e o bônus”, explicou Ramon Wollinger.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade