Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Anvisa esclarece que apenas a venda do Seca Barriga com fabricante específico está proibida

Produto cujo rótulo informa falsamente ser fabricado pelo Laboratório Quallys está proibido. Os demais estão liberados para comercialização

Marciano Diogo
Florianópolis
Rosane Lima/ND
Reportagem do ND comprou duas embalagens do Seca Barriga no Centro da Capital


Após o anúncio na terça-feira da proibição da fabricação, distribuição e comercialização do produto Seca Barriga, nesta quarta-feira a Anvisa (Agência Nacional da Vigilância Sanitária) esclareceu que somente o produto cujo rótulo informa falsamente ser fabricado pelo Laboratório Quallys Ltda. está com a venda proibida no país. Os outros produtos semelhantes, também nomeados de Seca Barriga, estão com a venda autorizada. Nesta quarta-feira, a reportagem do ND comprou duas embalagens do Seca Barriga em lojas de produtos naturais no Centro da Capital.

A medida de proibição da venda do Seca Barriga em cápsulas, geralmente composto por uma mistura de farelos (linhaça, chia, farinhas de casca do maracujá e feijão branco), foi publicada terça-feira no Diário Oficial da União. A proibição ocorreu depois que a Vigilância Sanitária de Santa Catarina constatou a inexistência do CNPJ 01.170.992/0001-16 e da inscrição estadual, além do endereço falso do fabricante.

Os responsáveis pelas lojas que revendem o produto semelhante, não o que está proibido, afirmam que não tinham conhecimento da suspensão da venda. “Geralmente quando algum medicamento é suspenso, sabemos pelos clientes ou veículos de comunicação. Em 14 anos de existência do estabelecimento, a Anvisa só nos avisou uma vez”, disse Helyson Roberto Teixeira Araújo, proprietário da loja Equilíbrio, que fica no Centro da Capital.

A assessoria de comunicação da Anvisa informou que os comerciantes têm conhecimento da proibição dos produtos por meio da Vigilância Sanitária do Estado, que faz inspeções nos estabelecimentos. Se o produto proibido continuar sendo vendido, o estabelecimento está sujeito à notificação, e caso a empresa siga comercializando o Seca Barriga, ela pode receber multa de até R$ 1 milhão, além de a loja ser fechada.

Proibida comercialização de antidepressivo 

Resolução da Anvisa, publicada ontem no Diário Oficial da União, suspendeu a distribuição, o comércio e o uso, em todo o território nacional, do lote 572420 (validade 8/2015) do produto CLO 25mg comprimido revestido (cloridrato de clomipramina), fabricado pela empresa EMS Sigma Pharma Ltda. O medicamento é um antidepressivo.

Laudo emitido pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, apontou resultado insatisfatório nos ensaios de aspectos e descrição da amostra, sendo constatada uma mancha escura na superfície do comprimido. A Anvisa determinou ainda que a empresa promova o recolhimento das unidades existentes no mercado relativas ao lote.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade