Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Alunos de escola do Campeche aprendem francês e, como incentivo, sobrevoam Florianópolis

Os estudantes da escola municipal Brigadeiro Eduardo Gomes têm as atividades em parceria com a Aliança Francesa e a Fundação Saint-Exupéry

Redação ND
Florianópolis
29/03/2017 às 17H03

Além de aprender inglês, os alunos da Escola Básica Municipal Brigadeiro Eduardo Gomes têm mais uma opção de língua estrangeira: o francês. As atividades acontecem por meio de uma parceria entre a Secretaria de Educação, com a Aliança Francesa e a Fundação Saint-Exupéry.

A escola está localizada no Campeche, que tem uma ligação forte com a França por causa do escritor e aviador Antoine Saint-Exupéry. Ele era piloto da Companhia Génerale Aèropostale, que fazia escalas em Florianópolis, no final dos anos 1920, precisamente nesta praia do Sul da Ilha de Santa Catarina. Assim como era costumeiro para o autor de “O Pequeno Príncipe, quem conclui o curso, como prêmio de incentivo, sobrevoa a cidade.

As crianças que já estão no segundo ano de curso ganharam um sobrevoo pela cidade - Divulgação/ND
As crianças que já estão no segundo ano de curso ganharam um sobrevoo pela cidade - Marcelo Lobo da Silva/Divulgação/ND



As aulas devem começar no dia 5 de abril, com duas turmas. A dos veteranos e a dos “calouros”. Com duração de três anos, os estudantes veteranos estão indo para o segundo ano de curso. Em 2018, eles se formam e vão ganhar uma certificação emitida pela Aliança Francesa. Uma turma já ganhou o canudo em 2015. 

De acordo com o secretário de Educação, Maurício Fernandes Pereira, a ideia é proporcionar o aprendizado de outro idioma na rede municipal, que já tem no currículo o Inglês e o Espanhol. “Além disso, a intenção é de dar maior visibilidade ao idioma que um dia foi a segunda língua mais falada no mundo, bem como ensinada nas escolas brasileiras”, complementa.

Ao final do curso, os alunos estão capacitados para falar e ler em francês, ouvir e compreender a língua e produzir pequenos textos.  

 

Batismo do ar

 Como ocorreu no ano passado, quem completar os três anos de estudos terá direito ao “batismo do ar”. Saindo do Aeroclube de Santa Catarina, a turma  fez um passeio de 15 minutos em um avião bimotor. "É uma maneira muito legal de encerramento do curso. Fazer um voo, assim como o aviador e escritor Antoine Saint-Exupéry”, diz o diretor-geral da Aliança Francesa em Florianópolis, Gilles de La Bourdonnaye.

 

Com direito ao DELF Junior

Conforme o diretor geral da Aliança Francesa em Florianópolis, Gilles de La Bourdonnaye, os participantes recebem o DELF Junior (Diploma de Estudos na Língua Francesa) reconhecido pelo governo do país europeu. Este ano, a professora designada para atender aos alunos é Rúbia Nara de Souza. O material didático da garotada é constituído por um livro e um caderno de exercícios. A Fundação Saint- Exupéry ajuda a cobrir os custos deste projeto.   

As aulas acontecem às quartas-feiras, no período da tarde. Das 13h30  às 15h para os veteranos, e das 15h10 às 16h40 para os iniciantes. Para participar do curso de francês, os interessados frequentam  aulas preparatórias, para em seguida fazerem um processo seletivo.  Podem concorrer quem está no 6º, ou no máximo, no 7º ano. Isto para que todos consigam finalizar todo o curso.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade