Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Advogado recebe Medalha do Mérito Anita Garibaldi por serviços prestados a Santa Catarina

Neto de Hercílio Luz, Alfredo Felipe da Luz Sobrinho foi secretário nas gestões Luiz Henrique e Eduardo Moreira

Fabio Gadotti
Florianópolis
01/07/2018 às 20H25

Neto de Hercílio Luz, o advogado Alfredo Felipe da Luz Sobrinho, 72, receberá nesta segunda-feira (2) a Medalha do Mérito Anita Garibaldi, maior condecoração oferecida pelo governo catarinense. Segundo o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), a homenagem é um reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Estado. Felipe foi secretário do Planejamento e da Agricultura de Luiz Henrique da Silveira, de quem foi amigo desde a juventude, e titular da pasta da Fazenda de Pinho Moreira entre agosto e dezembro de 2006. Também presidiu a Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina). A entrega da medalha será em cerimônia reservada, a partir das 19h, na Casa d´Agronômica, em Florianópolis.
Aposentado desde o final dos anos 2000, morador da Lagoa da Conceição, Felipe atuou mais de 40 anos na iniciativa privada, com passagens pelo serviço público. Começou cedo na vida profissional pelas mãos do seu padrasto, Atilio Fontana, fundador da Sadia, falecido em 1989 aos 88 anos. Atuou como diretor de relações institucionais e jurídicos da empresa e também ocupou cargos executivos na extinta Transbrasil, empresa de aviação criada pelo empresário Omar Fontana, um dos oito filhos de Attilio.
"Minha família tem uma bússola direcionada ao bem comum", afirma Felipe, que nasceu na Capital catarinense mas passou 23 anos de sua trajetória profissional entre Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. O florianopolitano que sempre gostou de política nunca foi candidato. "A vida me levou para outro lado", afirma. Nos anos 1960, ainda muito jovem, acompanhou de perto a turbulência política brasileira e o início dos governos militares.
Participou da intervenção federal em Goiás e, nos tempos em que morou no Planalto Central, conviveu com o presidente Ernesto Geisel (1907-1996). Foi em Brasília também que estreitou ainda mais a parceria pessoal e profissional com o ex-governador Luiz Henrique, que surgiu da amizade dos pais, Moacyr da Silveira e Antônio Luz. "O pai dele, jornalista, era o maior amigo do meu pai e tinha duas grandes paixões, o Clube de Remo Aldo Luz e a UDN. Meu pai era líder da UDN e irmão do Aldo Luz", lembra Felipe, que ia quase diariamente aos gabinetes de LHS. 
Felipe, que esteve nos dois lados do balcão, acredita que o país deveria discutir o tamanho do Estado. "Está muito grande e gasta muito no Brasil. Todos os poderes precisam de verba e o Executivo acaba ficando com pouquíssimo dinheiro para investir", afirma. "O país piorou muito", diagnostica. Um dos alvos das críticas é o STF (Supremo Tribunal Federal) que, segundo ele, deveria ser realmente uma corte constitucional. "Os ministros estão legislando muito, o tempo todo", lamenta.


Felipe da Luz Sobrinho formou-se em Ciências Jurídicas pela Faculdades de Direito do Centro de Ensino Universitário de Brasília e também cursou a escola Superior de Guerra, no Rio de Janeiro.

Felipe com os filhos Antônio, Alexandre e Guilherme - reprodução Álbum de Família, ND
Felipe com os filhos Antônio, Alexandre e Guilherme - reprodução Álbum de Família, ND




Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade