Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Adesão dos servidores da Capital à greve é de 70%, diz Sintrasem

Nova proposta do Executivo será analisada em assembleia dos trabalhadores nesta terça (8)

Redação ND
Florianópolis
07/05/2018 às 21H33

Após a proposta feita pela Prefeitura de Florianópolis no último sábado, a adesão à greve entre os servidores da Saúde e da Educação ainda é de 70%, segundo o Sintrasem (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis). O Executivo ofereceu aos trabalhadores que retornassem aos seus postos de trabalho nesta segunda (7) o pagamento integral do salário de abril mais o desconto parcelado de cinco dias de paralisação, com reposição do restante dos dias parados para não prejudicar o ano letivo.

A Prefeitura não divulgou levantamento de quantos servidores teriam retornado ao trabalho nesta segunda.

Porém, nesta tarde, voltou à mesa de negociações com o sindicato da categoria. Na avaliação do Sintrasem, não houve muitos avanços na discussão.  As conclusões, no entanto, só serão divulgadas após a assembleia dos servidores prevista para esta terça (8), às 13h30, no Centro da Capital.

Serviço Público em Florianópolis  - Divulgação/ND
Serviços Públicos em Florianópolis - Divulgação/ND




Trabalhadores em greve atendem população na praça

Com uma barraca adesivada e coberta de faixas da greve e do posicionamento contrário a lei das Organizações Sociais (O.S.), cerca de 50 profissionais da saúde pública municipal de Florianópolis se revezaram durante a segunda-feira (7) e prestaram atendimento à população que passava pelo centro da Capital.

Cerca de 400 atendimentos foram feitos, incluindo consultas médicas, acupuntura, auriculoterapia, aferição de pressão arterial, práticas de chi kung (medicina chinesa), orientações sobre plantas medicinais, aferição de glicemia.

Os trabalhadores que estão em greve desde o dia 12 de abril aproveitaram o momento para dialogar com a população sobre os reflexos das Organizações Sociais na qualidade do serviço público e no atendimento da saúde municipal.

Trabalhadores da saúde em greve atendem população no Centro da Capital - Silvia Medeiros/Divulgação
Trabalhadores da saúde em greve atendem população no Centro da Capital - Silvia Medeiros/Divulgação



Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade