Publicidade
Domingo, 24 de Setembro de 2017
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 19º C

Aberto desde 1910, Asilo Irmão Joaquim apela por doações em Florianópolis

Com os estoques vazios, a entidade precisa de alimentos, objetos de higiene pessoal para os idosos e de uso contínuo para o asilo e para a enfermagem. Doações podem ser feitas das 7h às 19h

Michael Gonçalves
Florianópolis
23/05/2017 às 20H55
Aposentado Luiz Carlos de Souza fez a opção de buscar abrigo no Asilo Irmão Joaquim - Flávio Tin/ND
Aposentado Luiz Carlos de Souza fez a opção de buscar abrigo no Asilo Irmão Joaquim - Flávio Tin/ND


A crise econômica reduziu o número de doações e o atendimento no Asilo Irmão Joaquim, no Centro de Florianópolis, está comprometido. São 40 idosos, de 60 anos ou mais, que recebem atendimento de enfermagem, fisioterapia e contam com um médico voluntário. O asilo trabalha com 33 funcionários registrados, 25 voluntários fixos e parceiros. A equipe é mantida com recursos da Maternidade Carlos Corrêa, que também integra a Associação Irmão Joaquim. O asilo apela por doações, que podem ser em dinheiro ou em materiais entregues na própria entidade.

O asilo, de direito privado e sem fins lucrativos, é uma instituição de longa permanência de idosos em vulnerabilidade social e econômica desde 1910. Segundo o secretário e voluntário, Vitor Warken Filho, a entidade não recebe recursos de órgãos públicos. “Sempre passamos aperto nas nossas contas, mas conseguíamos resolver com a ajuda divina. Agora, o momento difícil do país reduziu o número de doações e estamos precisando do auxílio da sociedade. A dica que damos para quem quer ajudar e não sabe como é fazer uma visita aos idosos”, explicou o secretário.

Há 10 anos o asilo não comprava leite nem fraldas geriátricas, mas atualmente os estoques estão vazios. Além dos alimentos, a instituição precisa de objetos de uso pessoal para os idosos e de uso contínuo para o asilo e para a enfermagem.

Vitor explicou que a instituição tem dezenas de parceiros. Cada um ajuda da sua maneira. Desde o envio de alimentos até o auxílio na hora de um banho ou na realização de um passeio. “O asilo recebe a ajuda de colégios, de empresas e de igrejas, por exemplo, e todos contribuem de maneiras diferentes. Se não for possível ajudar materialmente, a contribuição vem pela prestação de um serviço ou pelo simples abraço”, contou o secretário.

As doações podem ser entregues das 7h às 19h, mas as visitas durante a semana ocorrem das 14h às 18h. Aos sábados, domingo e feriados, as visitas também acontecem pela manhã, das 9h às 11h.

Luiz Carlos não troca instituição por nada

O aposentado Luiz Carlos de Souza, 78, fez a opção de buscar abrigo no Asilo Irmão Joaquim. Com a esposa e a mãe mortas, ele não quis incomodar os familiares e mudou de endereço há uma década. Manezinho do morro da Nova Trento, Luiz perdeu a visão há dois anos, depois de uma cirurgia de catarata e glaucoma, mas continua com o mesmo espírito de ajudar o próximo e distribuindo alegria.

“Não troco o asilo por nada, porque aqui somos muito bem tratados. Temos atendimento médico, alimentação, atividades culturais, amigos e o carinho dos parceiros. Toco a minha timba (instrumento de percussão) todos os finais de semana e sempre procuro colaborar”, afirmou o idoso.

Antes de perder a visão, Luiz Carlos também desenvolvia a função de um voluntário. Além de auxiliar os cadeirantes, ele cuidava da portaria e executava outros pequenos serviços no asilo. “Tudo de bom que fiz antes de parar de enxergar estou recebendo de volta. Agora os cadeirantes me ajudam no dia a dia e sou muito grato por isso”, disse.

Segundo secretário e voluntário Vitor Warken Filho, entidade não recebe recursos de órgãos públicos - Flávio Tin/ND
Segundo secretário e voluntário Vitor Warken Filho, entidade não recebe recursos de órgãos públicos - Flávio Tin/ND



Como ajudar - Objetos em falta

Primeiras necessidades: Leite integral, óleo de cozinha, café em pó, feijão, frango, bolacha salgada, suco em pó (normal e diet), gelatina (normal e diet), massa e extrato de tomate.

Uso contínuo dos idosos: Fraldas geriátricas (G e GG) e produtos de higiene (shampoo, condicionador, lenço umedecido, sabonete, escova de dente, creme dental, lâmina de barbear, creme de barbear, desodorantes, creme hidratante, tesouras e cortador de unha).

Uso contínuo do asilo: Papel higiênico, produtos de limpeza (desinfetante, detergente, água sanitária, álcool, outros).

Uso contínuo da enfermagem: Luva de procedimento, copo descartável de 50 ml (medicação), álcool 70% (líquido), papel toalha, sabonete líquido, gaze, ataduras, micropore, esparadrapo, aparelho de pressão e termômetro.

Conta para depósito

Banco do Brasil

Agência 3174-7

Conta corrente 105014-1

Onde fica

Asilo Irmão Joaquim

Avenida Mauro Ramos, 901 (Centro - lado da CEF)

Telefone: (48) 3222-7544

Horário das doações: das 7h às 19h;

Horários de visitação: de segunda a sexta, das 14h às 18h;

Sábados, domingos e feriados, das 9h às 11h e das 14h às 18h.

Publicidade

5 Comentários

Publicidade
Publicidade