Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Nem a delegacia de Tijucas cumpre lei para combater a dengue

Lei que proíbe depósitos de sucatas funcionarem ao ar livre é desrespeitada no Vale do Rio Tijucas

Ana Maria Veiga
Tijucas
Flávio Tin/ND
A Secretária de Saúde do município faz visitas quinzenais aos ferros-velhos

Um em cada três focos do mosquito da dengue encontrado em Santa Catarina neste ano estava em depósitos de sucatas e pneus. Em Tijucas, apesar de ferros-velhos a céu aberto e do pátio da delegacia recheado de entulho, nenhum dos sete casos foram registrados nestes locais. A lei estadual, nº 15.243, obriga ferros-velhos, borracharias e afins, a adotarem medidas para cobrir locais que armazenem água parada. Na cidade a lei é desrespeitada.
Em Tijucas, nem a delegacia cumpre a determinação. O pátio, com 300 veículos apreendidos, fica a céu aberto. Os carros e motos acumulam água parada e são o cenário ideal para a proliferação do Aedes aegypti. A delegada, Luana Backes, sabe dos riscos do depósito. “Isso é um criadouro de mosquitos, ratos e cobras”, afirma. Sem verbas para cobrir o pátio, a esperança da delegada é o leilão de automóveis apreendidos, prometido para julho. Leia a íntegra da reportagem na edição impressa do Notícias do Dia desta quinta-feira.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade