Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

União vence o Joáia de virada e se garante na grande final do Municipal Amador de Tijucas

Time do Porto da Itinga pode até perder o último jogo, que ainda assim estará na decisão

Marcos Horostecki
Florianópolis
Marcos Horostecki/ND
Lelê marcou o segundo do União, garantindo a classificação

O União garantiu esta tarde, no estádio Iraldino Raulino, no bairro Areias, a classificação para a grande final do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Tijucas. O time do Porto da Itinga venceu de virada o Joáia, por 2 a 1 e mesmo que perca a última partida do quadrangular, contra o Renascença e o Itinga vença seu último compromisso, diante do Joáia, ainda assim estará na final, pelo critério do número de vitórias.

No começo do jogo o União estava irreconhecível. O Joáia veio para o campo muito mais atento. Tanto que na primeira chance que teve tratou de abrir o placar. Logo aos seis minutos, depois de uma cobrança de falta do lado direito, Ariel marcou de cabeça, deixando o time do União ainda mais perdido em campo.

O meio de campo do time do Porto da Itinga só começou a funcionar alguns minutos depois. A partir daí o Joáia passou a se defender e explorar o contra-ataque. Aos 22 minutos, o União chegava com perigo e a arbitragem marcou pênalti. Thiaguinho ajeitou, foi para a bola, mas Guila fez grande defesa, mantendo o Joáia na frente.

A pressão teve continuidade, mas aos 35 minutos o Joáia quase ampliou, em boa jogada do atacante Vaga. O empate do União só veio no fim da primeira etapa. Depois de cobrança de escanteio a zaga do Joáia bateu cabeça e Thiaguinho se redimiu, aparecendo para empatar.

No segundo tempo o União voltou disposto a vencer e passou a encontrar mais facilidade quando o atacante Bernardo, do Joáia, foi expulso de campo. A virada só veio aos 19 minutos, quando Lelê recebeu livre na entrada da área e chutou com força, marcando um belo gol.

O Joáia tentou responder novamente com Vaga, aos 24 minutos e se manteve firme até o final da partida, mesmo um homem a menos. O União só teve outra chance de ampliar aos 38 minutos, com Dieguinho, mas Guila fez boa defesa. “Tínhamos chance, mesmo que remota, e fomos para cima. Fizemos um bom jogo, mas não conseguimos vencer. O importante é que recuperamos a autoestima da Joáia e quem sabe não terminamos o quadrangular com pelo menos uma vitória”, avaliou o técnico do Joáia, Edson Martins.

Para o técnico do União, Edinaldo Souza, o time, mesmo classificado, precisa se manter com foco no campeonato. “É a terceira final seguida. Nosso grupo tem lutado muito e merece esse resultado. Vamos agora brigar pelo título”, argumentou. O treinador tem um dilema nas mãos para a última partida – poupar jogadores e ainda assim vencer, para garantir a realização do último jogo em seus domínios. “Temos jogadores que precisam se recuperar, mas é importante também fazer o último jogo em casa”, finalizou.

Itinga e Renascença empatam

Itinga e Renascença fizeram um jogo digno de clássico municipal, também na tarde de hoje, no estádio, Manoel Antonio Pereira, no centro da Itinga. O Renascença saiu na frente com Baixinho, num belo chute de fora da área, ainda no começo do jogo. O empate do Itinga veio ainda no primeiro tempo, com Dande.

Letícia Pedro/VipSocial/ND
Itinga não conseguiu vencer em casa e complicou sua classificação às finais

O resultado complicou a vida do Itinga, que precisa vencer fora de casa,na última partida do quadrangular semifinal e torcer para seu rival União, que já está garantindo. O Renascença depende de suas próprias forças para conseguir chegar a final. Vai encarar em casa o União – que deve jogar com time misto – e uma vitória simples coloca o time no disputa pelo troféu.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade