Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Um mês após tragédia, Chapecoense tenta se reestruturar e tem quatro reforços confirmados

Time se reapresenta no dia 3 de janeiro e o técnico Vagner Mancini espera ter 99% do elenco à disposição até o dia 10

Matheus Joffre
Florianópolis
28/12/2016 às 20H46

A Chapecoense tenta se reestruturar em tempo recorde um mês após o acidente aéreo que vitimou 71 pessoas da delegação alviverde entre jogadores, comissão técnica, dirigentes e jornalistas, na Colômbia, quando o time viajava para o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

Dodô tem alternado boas e más atuações no time - Luiz Henrique/Divulgação FFC
Meia Dodô, que disputou a Série A pelo Figueirense, irá reforçar a Chape em 2017  - Luiz Henrique/Divulgação FFC



A reapresentação da equipe está marcada para o dia 3 de janeiro e o técnico Vagner Mancini espera ter 99% do time à disposição até o dia 10. A Chape irá disputar sete competições em 2017: Primeira Liga, Catarinense, Recopa, Libertadores, Série A, Copa do Brasil e Copa Suruga, além dos amistosos internacionais.

Nove jogadores da base serão promovidos para o profissional e já estarão com o elenco alviverde desde o início dos trabalhos, assim como o meia Martinuccio, que tem contrato com o clube até o fim de 2017 e não viajou para a Colômbia. O meia Neném, que também não estava no avião, negocia sua renovação com o departamento de futebol.

O clube também já tem quatro reforços confirmados pela diretoria: o goleiro Elias, que estava no Juventude, o zagueiro Douglas Grolli, que jogou o último Brasileirão pela Ponte Preta e pertence ao Cruzeiro, o meia Dodô, que atuou pelo Figueirense na Série A e vem emprestado pelo Atlético-MG, e o atacante Rossi, que defendeu o Goiás na Série B.

Também já estão acertados, mas ainda não foram divulgados pela diretoria, o meia-atacante Nadson, do Paraná, o lateral-esquerdo Reinaldo, que também jogou o Brasileiro pela Ponte e pertence ao São Paulo, e o volante Moisés, que vem emprestado pelo Grêmio. O atacante Wellington Paulista, do Fluminense, está com o empréstimo encaminhado e o centroavante Henrique Dourado, também do Flu, está na mira do Verdão, assim como o meia Daniel, do São Paulo. O lateral-direito Emilio Zeballos, que estava no Defensor, do Uruguai, também deve defender a Chape na próxima temporada.

Time base da Chape para 2017

Goleiro

Elias (Juventude)

Zagueiro

Douglas Grolli (jogou o último Brasileirão pela Ponte Preta, mas pertence ao Cruzeiro)

Lateral-direito

Emilio Zeballos (Defensor do Uruguai)

Lateral-esquerdo

Reinaldo (jogou o último Brasileirão pela Ponte Preta, mas pertence ao São Paulo)

Volante

Moisés (Grêmio)

Meias

Martinuccio (já estava no clube)

Neném (negocia renovação)

Dodô (jogou o último Brasileirão pelo Figueirense, mas pertence ao Atlético-MG)

Nadson (Paraná)

Atacantes

Rossi (Goiás)

Wellington Paulista (empréstimo encaminhado pelo Fluminense)

Técnico

Vágner Mancini

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade