Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

"Trouxe sorte para a gente", diz Bellucci sobre presença de Guga na torcida da Davis

Número 1 do Brasil também falou sobre as dificuldades do duelo contra Delic e já projetou confronto diante de Coric, no domingo

Matheus Joffre
Florianópolis

Com um vento inconstante e a pressão de abrir o confronto brasileiro no Playoff do Grupo Mundial da Copa Davis contra a Croácia, Thomaz Bellucci teve mais dificuldades do que o esperado na estreia do Brasil em Florianópolis. O número 1 do país e top-30 do ranking mundial, venceu o croata Mate Delic, 399 do mundo, por 3 sets a 1, com parciais de 6-1, 6-4, 3-6 e 6-4.

Eduardo Valente/ND
Bellucci teve dificuldades pela inconstância do vento, mas venceu o primeiro duelo da Davis

Depois de vencer os dois primeiros sets de forma tranquila, Bellucci perdeu o terceiro e viu Delic abrir o quarto set quebrando seu serviço. Mas empurrado pela torcida que encheu as arquibancadas da quadra do Resort Costão do Santinho, o brasileiro virou o jogo, coincidentemente, quando o ídolo Gustavo Kuerten chegou.

No domingo, Bellucci volta à quadra para enfrentar o croata Borna Coric.

Confira a entrevista com Bellucci:

Eduardo Valente/ND
Bellucci reconheceu que não jogou seu melhor tênis na coletiva e espera melhorar domingo

 

Início do jogo

Os dois primeiros foram sets rápidos. Ele começou errando muito, e me deu chance de ganhar com mais facilidade. Eu tive mais consistência nos dois e não consegui no terceiro. Errei um pouco mais no terceiro e ele começou a arriscar um pouco mais. O vento estava meio chato e inconstante. Estava difícil jogar um bom tênis hoje, fiz o possível para deixar a bola em quadra. E não achei que o jogo ficou fora de controle. Ele dificultou. Não foi um grande jogo, mas consegui manter uma consistência.

Queda de rendimento dentro da partida

Foi o aspecto mental e consegui mesmo com tantas dificuldades no terceiro e quarto set. No quarto set ele jogou mais. Se eu não tivesse tanta garra e experiência nesse tipo de jogo podia me atrapalhar. Mas estive mentalmente forte. A dificuldade que teve hoje fui muito porque a condição de jogo não estava fácil. Poderia não parecer, mas o vento inconstante e que muda muito faz diferença. Isso tira a confiança durante o jogo. E vamos ver se posso jogar melhor no domingo. Mas se tiver esse vento tenho que jogar na bola mais segura e colocar ela dentro de quara e menos acrescido do que gosto de jogar. 

Liderança dentro da equipe da Davis

O líder é o João Zwetsch, ele tem 15 anos de Davis. Mesmo o Marcelo e o Bruno sendo mais velho, eu sou o jogador que mais fez jogos da Davis hoje no time e acredito que tenho que lidar com essa postura de ser um dos líderes. Quando a gente jogar dentro de casa é bom ter alguém  para se espelhar. Dentro de casa, tento passar um bom exemplo para eles [tenistas mais novos].

Presença de Guga na arquibancada

Trouxe sorte para a gente. Manezinho veio prestigiar. Ele não precisa de apresentação e é muito carismático. A presença dele é muito importante e só de ele estar aqui significa muito para a gente. Ainda bem que ele trouxe sorte, imagina ele vir me assistir e eu perder, que chato. 

Eduardo Valente/ND
Gustavo Kuerten chegou na metade do quarto set e trouxe boa sorte para Bellucci

 

Duelo com Coric, no domingo

Já dá para saber do plano de jogo que vai ter que fazer com o Coric, ele tem a parte física forte. E pelo tamanho dele, tem um bom saque.  É um jogador sólido e que comete poucos erros. Assisti ao jogo dele com o Nadal, no US Open, e é um jogador que tem potencial e que ainda não está no seu melhor nível. Hoje, cometi muito erros no terceiro set e no nível dele vou ter que ter um jogo mais agressivo e sem repetir esses erros. Vamos ver se conseguimos chegar com pelo menos um 2 a 1 e isso leva a pressão para ele também. 

Eduardo Valente/ND
Depois de 2h33min, Bellucci abriu o confronto brasileiro da Davis com vitória 
Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade