Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Técnico revela aposta e fala de CR7: 'Se ele jogar sozinho, Portugal perde'

Fernando Santos apostou com assessor de imprensa que não responderia de novo sobre a dependência do craque e diz que time precisa ser tão forte quanto o Uruguai neste sábado

LANCE!
São Paulo (SP)

Nesta sexta-feira, em meio à entrevista coletiva no estádio de Sochi, onde enfrentará o Uruguai, neste sábado, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, Fernando Santos sorriu. O técnico de Portugal voltou a ser questionado se o time depende de Cristiano Ronaldo, e logo revelou que, por conta da pergunta, perdeu um café em aposta com o assessor de imprensa da seleção.

- Ele ganhou outro café porque disse que esta pergunta seria feita outra vez. Eu disse que não. Respeito a pergunta, mas todos sabem que Portugal ou qualquer equipe depende dos melhores jogadores. Se temos o melhor do mundo, é claro que dependemos. Podem perguntar ao treinador do Uruguai se depende de Suárez e Cavani. Todos os grandes jogadores são sempre muito influentes nas suas equipes - disse, ponderando, contudo, que jogar tudo nas costas do capitão é o caminho para a eliminação.

- Temos de jogar em equipe. Se Cristiano jogar sozinho, Portugal vai perder. Precisamos ser fortes como equipe, tal como o Uruguai. É difícil alguém jogar sozinho. Mesmo quando ele marcou três gols em um jogo, teve uma equipe trabalhando com ele. Vamos ter um jogo entre duas equipes muitos fortes, com grandes jogadores. Quando as equipes conseguem se anular, a diferença fica nas individualidades. É aí que Cristiano faz a diferença.

Ao longo de sua conversa com os jornalistas, o treinador destacou como é importante ter o senso de equipe nessa partida eliminatória. Ao mesmo tempo, elogiou o Uruguai, única seleção que ainda não sofreu gol neste Mundial. Mas que, segundo Fernando Santos, tem fraquezas que ele não revela, porém diz conhecer para vencer neste sábado.

- O Uruguai tem um treinador muito experiente, que está há 12 anos à frente da seleção, e jogadores fortíssimos nos vários setores. Em 2018, não sofreu um único gol. Estudamos bem o adversário porque, dentro dessa fortaleza, há sempre fraquezas que podemos explorar. O mais importante é pensarmos no que podemos fazer - falou, minimizando a influência dos dois títulos mundiais dos uruguaios no decisivo encontro nesta Copa do Mundo na Rússia.

- Pela história, eles foram duas vezes campeões do mundo, mas valem o que valem, não mais do que isso. Amanhã, apenas conta o que acontece no jogo, e espero uma equipe muito focada para colocar em campo todas as suas qualidades. Vamos com confiança, mas com respeito pelo adversário. Vai ser um grande jogo, e eu quero ganhar.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade