Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Seleções latino-americanas fazem sucesso na Copa do Mundo

Matheus Joffre
Florianópolis

As seleções latino-americanas vêm se destacando nesta Copa do Mundo no Brasil, a primeira na América Latina depois de 28 anos. A maior surpresa positiva deste Mundial é a Costa Rica, que venceu os campeões mundiais Uruguai e Itália e se classificou para as oitavas no grupo da morte – que também conta com a Inglaterra. Com duas vitórias em dois jogos, Chile, Colômbia e Argentina também já estão classificados e Brasil, México, Uruguai e Equador têm boas chances de avançar para a próxima fase. Apenas Honduras já está eliminada.

Vinícius Perazzini/Lance!net/ND
Torcedores de Costa Rica curtem boa fase de sua seleção no Brasil

 

Esta supremacia fica ainda mais evidente quando comparada às potências europeias. Em oito confrontos contra seleções do Velho Continente, foram seis vitórias latino-americanas e apenas duas derrotas. O Equador perdeu de virada para Suíça por 2 a 1, com um gol nos acréscimos, e Honduras foi goleada por 3 a 0 pela França. Entre os triunfos, além do expressivo resultado da Costa Rica sobre a Itália (1 a 0), também teve a vitória do Chile sobre a Espanha (2 a 0), que eliminou os atuais campões do mundo na primeira fase.

A explicação para esta hegemonia vai desde a evolução de seleções de menos tradição, como a Costa Rica, o número cada vez maior de jogadores de toda a América Latina com experiência em times europeus de primeira e segunda divisões até o fator casa. Assim como os brasileiros, os hermanos estão à vontade no Brasil. Além da melhor adaptação ao clima e ao fuso-horário, uma verdadeira invasão de torcedores – principalmente sul-americanos – tem feito a diferença nas arquibancadas.

Ao todo, 50 mil argentinos foram na estreia da seleção no Maracanã e 25 mil estiveram na vitória de Messi e companhia por 1 a 0 sobre o Irã, sábado, em Belo Horizonte. Na quarta-feira, 35 mil chilenos vibraram com os 2 a 0 do Chile sobre a Espanha, no Rio de Janeiro. Em São Paulo, 12 mil uruguaios acompanharam a vitória celeste sobre a Inglaterra, na quinta, e em Brasília, 10 mil colombianos assistiram ao triunfo da Colômbia sobre a Costa do Marfim. Na sexta, foram 5 mil equatorianos na partida entre Equador e Honduras.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade