Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

São José disputa Jogos Abertos de Santa Catarina com delegação recorde em Caçador

Com 57 medalhas conquistadas na edição do ano passa­do, a delegação do município fechou as disputas da com­petição na quar­ta posição no quadro de premiação e em quinto lugar no geral

Redação ND
Florianópolis
05/09/2018 às 22H12

São José quer se consolidar como protagonista nos Jasc (Jogos Abertos de Santa Catarina). Com 57 medalhas conquistadas na edição do ano passa­do, em Lages, a delegação do município fechou as disputas da principal com­petição esportiva do Estado na quar­ta posição no quadro de premiação e em quinto lugar no geral, superando as expectativas até mesmo da própria equipe. Agora, para as disputas em Ca­çador, que acontecem desta sexta-feira (7) até 16 de setembro, a meta é superar os resultados obtidos em 2017.

Natação de São José terminou em segundo lugar no geral, em provas concluídas antecipadamente, em Florianópolis, semana passada - Heron Queiroz/Fesporte/ND
Natação de São José terminou em segundo lugar no geral, em provas concluídas antecipadamente, em Florianópolis, semana passada - Heron Queiroz/Fesporte/ND


Para isso a cidade viaja com 330 atletas na delegação, a maior da histó­ria do município em disputas dos Jasc. “Nossas expectativas são as melhores possíveis. Começamos bem com as 14 medalhas da natação e como estamos indo com uma delegação grande nos­sa meta é lutar por uma posição me­lhor do que ano passado, quem sabe não sai um top-3 este ano. Estamos muito fortes em diversas modalidades e vamos brigar com força em todas”, avalia Claiton Ribeiro, diretor técnico da Fundação Municipal de Esportes e Lazer de São José.

Em Blumenau (2013), o município somou 14 medalhas (três de ouro, três de prata e oito de bronze), número que subiu para 28 (oito de ouro, dez de pra­ta e dez de bronze) em Itajaí (2014). No ano seguinte, em Joaçaba, foram 30 pódios (sete de ouro, nove de prata e 14 de bronze), enquanto na edição pas­sada, realizada em Lages, o número de medalhas subiu consideravelmente para 57 conquistas (24 de ouro, 15 de prata e 18 de bronze). Em 2016 os Jasc não foram disputados devido as fortes chuvas em Tubarão.

“Outro aspecto importante é o in­centivo através da Bolsa Atleta, que neste ano de 2018 teve um incremento próximo a R$ 350 mil, chegando num investimento total de quase R$ 1 mi­lhão”, explica João David Garcia, supe­rintendente da Fundação Municipal de Esportes e Lazer de São José.

Com grande destaque em modali­dades como atletismo e judô, São José manteve a base forte e reforçou a dele­gação em busca de mais pódios. Caso da equipe de natação feminina que abriu as disputas dos Jasc com 14 me­dalhas e um troféu de vice-campeão, sendo que em 2017 a cidade não havia pontuado na modalidade.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade