Publicidade
Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 22º C

Rodrigo Moledo busca saída do Metalist e Timão segue de olho

Zagueiro, ex-Internacional, não recebe há cerca de seis meses do clube ucraniano e, se for o caso, pode entrar na Justiça. Tite gosta, e Corinthians avalia se fará a contratação

LANCE!NET
Divulgação

Na pauta do Corinthians, o zagueiro Rodrigo Moledo negocia sua saída do Metalist, da Ucrânia. A diretoria alvinegra considera o nome do jogador, que pode chegar sem custos e agrada ao técnico Tite.

Desde julho de 2013 no clube do leste europeu, Moledo busca um acordo com os dirigentes para ser liberado. Ele está perto de completar seis meses sem receber salários e, em último caso, vai acionar a Justiça para conseguir a rescisão contratual. A situação é semelhante à do meia Cleiton Xavier que, no início de fevereiro, rompeu contrato com o Metalist após briga judicial, também por conta de atraso de salários.

O jogador de 27 anos, que teve boa passagem pelo Internacional entre 2010 e 2013, passou por cirurgia em outubro do ano passado para corrigir problema no tendão patelar do joelho esquerdo. Ele foi operado em Porto Alegre, onde atualmente faz sua reabilitação por conta própria. Seu empresário, Gilmar Veloz, iniciou conversas com o Corinthians para o cliente fazer o fim da recuperação no CT Joaquim Grava e, depois, fazer parte do elenco de Tite. A expectativa é que ele esteja pronto para voltar aos gramados no fim de março, começo de abril.

A diretoria do Timão analisa prós e contras para trazer o zagueiro. O receio é que, além dele ter um salário considerado alto, a avaliação é que o elenco está bem servido no setor. Gil é incontestável, Felipe tem surpreendido positivamente, o experiente Edu Dracena foi contratado e tem sido bem utilizado, e o jovem Yago, que voltou de empréstimo, também tem agradado quando ganha chances.

Quem defende sua contratação pensa a longo prazo, mesmo que Moledo não tenha condições atuais de jogar. Ele é visto como um zagueiro de qualidade e experiente. E ainda vale lembrar que o clube encaminhou verbalmente a saída de Gil para o Wolfsburg, da Alemanha, após a disputa da Libertadores. Com isso, seria vantajoso já ter um zagueiro no elenco, adaptado, para ser a peça de reposição.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade