Publicidade
Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 32º C
  • 21º C

Recém-promovidos ao profissional, Iury e Rômulo esperam agarrar oportunidade no Avaí

Dupla foi campeã catarinense sub-20 e treinou pela primeira vez com o grupo principal na tarde de terça-feira, na Ressacada

Matheus Joffre
Florianópolis

Campeões do Catarinense Sub-20 e recém-promovidos ao time principal, Iury e Rômulo participaram ontem pela primeira vez de um treino como jogadores profissionais do Avaí. Sempre juntos, os dois atacantes de 19 anos iniciaram as atividades no estádio da Ressacada de forma tímida, mas aos poucos foram se soltando com a ajuda do restante do grupo.

:: Avaí sobe para quinto com derrota do Atlético-GO para o Paraná por 2 a 0

 

Marco Santiago/ND
Iury e Rômulo cresceram jogando bola nos campinhos da zona leste do Rio

 

Nascidos no Rio de Janeiro, Iury e Rômulo cresceram jogando bola nos campinhos de chão batido da Zona Leste da capital carioca. Os dois chegaram ao Leão na metade do ano passado, atraídos pela estrutura oferecida pelo clube às categorias de base e pelo sonho de se profissionalizar. “O Avaí é time de Série B, tem uma estrutura boa e sempre está dando oportunidade para os atletas da base”, afirmou Iury, que começou no futebol em um projeto social em Jacarepaguá e passou por Madureira e Tigres do Brasil antes de desembarcar em Florianópolis. “Aqui a gente tem um suporte bem melhor do que tinha lá no Rio”, ressaltou Rômulo, que começou no América-RJ e teve passagens por Fluminense, Artesul e Boavista.

O jejum de gols vivido pelos atacantes do Avaí, que não marcam há dez rodadas na Série B, fez a oportunidade bater mais cedo à porta da dupla. Mas os dois garantem estarem preparados para assumir a responsabilidade. “A gente vinha trabalhando por uma chance e ela apareceu. Agora espero dar o meu melhor e agarrá-la com unhas e dentes”, projetou Iury, que marcou 11 gols no Estadual Sub-20. “Acho que esse foi só o primeiro passo. Ainda temos muitas coisas boas pela frente por vir”, destacou Rômulo que balançou as redes seis vezes na mesma competição.

Com características parecidas, os dois atacantes jogam pelas pontas e têm a velocidade como uma de suas principais armas. “Eu costumo jogar mais pelas beiradas, mas também posso jogar centralizado, de falso meia, onde o professor achar que eu posso ajudar”, explicou Iury. “A gente quer é ajudar, não importa como”, concluiu Rômulo.

Formadores de campeões

O novo trabalho realizado nas categorias de base do Avaí desde 2011 tem rendido bons frutos. Nas duas últimas semanas, o Leão faturou os títulos catarinenses sub-17 e sub-20 e mostrou que a nova geração de jogadores que está por vir tem tudo para conquistar o torcedor avaiano nos próximos anos.

Além da dupla Iury e Rômulo, que já subiram para o profissional e vão ajudar o time na reta final da Série B, outros oito atletas devem ser integrados ao grupo principal para a disputa do Campeonato Catarinense. “Sabíamos que com esse planejamento, nossas equipes de base chegariam fortes em 2014. Esses títulos são consequência do trabalho que vem sendo feito, mas nosso maior troféu é colocar o máximo de jogadores para disputar o Estadual no ano que vem”, afirmou o coordenador da base Diogo Fernandes.

Depois de ter uma experiência como treinador do profissional do Leão no Catarinense do ano passado, o ex-zagueiro Emerson Nunes é um dos 20 profissionais que fazem parte da comissão técnica da base do Leão e comanda a equipe sub-17. “É muito prazeroso ver a evolução desses meninos na parte técnica, tática, física e também na questão do caráter, que é algo que a gente valoriza muito aqui dentro do clube”, ressaltou.

Avaí mira melhor atuação na Copa São Paulo de Futebol Júnior

O próximo desafio da atual equipe campeã sub-20 é a Copa São Paulo de Futebol Júnior, principal competição de base do país, que começa no dia três de janeiro. A sede e os adversários do Avaí na primeira fase só devem ser definidos em um sorteio no fim do mês, mas a preparação para o campeonato já começou.

Eliminado na primeira fase do torneio este ano, o Leão quer melhorar seu desempenho no ano que vem. “Estamos melhores preparados desta vez. Ao contrário dos outros anos, quando montávamos a equipe às vésperas da Copa São Paulo só para disputar a competição, agora temos um trabalho de um ano todo e, com certeza, temos mais chances de ir mais longe na competição”, afirmou o técnico da categoria sub-20 Fabinho Cunha.

Os dois atacantes que subiram para o profissional, Iury e Rômulo, vão fazer parte da equipe que disputará a Copinha, assim como outros atletas que devem integrar o grupo principal depois do torneio. “Noventa por cento da equipe que foi campeã estadual vai disputar a Copinha e alguns devem subir para o profissional logo depois”, contou o treinador.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade