Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Pedro Barros recebe lendas no Red Bull Skate Generation, no Rio Tavares

Atleta catarinense tem cinco medalhas de ouro nos X Games e convive com a pressão de obter cada vez melhores resultados

Daniel Silva
Florianópolis
02/09/2016 às 02H54

Detentor de cinco medalhas de ouro nos X Games, Pedro Barros, 20 anos, convive com a pressão de obter cada vez melhores resultados. Mas as competições são uma pequena parte da vida do atleta nascido em Florianópolis. Pela primeira vez, o Red Bull Skate Generation, etapa do Mundial, não será realizado na casa do skatista, no Rio Tavares.

Um novo bowl, inspirado nas pistas norte-americanas, foi construído no mesmo bairro para receber o evento, que terá a participação de feras do esporte como Rune Glifberg, Christian Hosoi, e Alex Sorgente, o líder do ranking. Para ser campeão, Pedrinho tem de vencer e torcer para o italiano ser o quarto colocado.

Bruno Ropelato/ND
Pedro Barros está em segundo no ranking do Circuito Mundial


Mas como torcer contra é algo que não faz parte da filosofia de vida proposta para o skatista, resta a Pedro Barros aproveitar a companhia dos amigos. A competição se notabilizou pelo clima amistoso entre os participantes, divididos em equipes, o que também é pouco comum no circuito.

“Geralmente tenho que viajar para outro lado do mundo para ver esses caras e vejo a alegria de todos estarem aqui, onde eu nasci. Estamos fazendo algo para somar ao skate. Torcemos uns pelos outros, esse clima não existe em nenhum outro lugar, é uma parada muito única, reúne todas as gerações do skate”, comentou.

A vantagem de competir no “quintal de casa” foi amenizada pela troca na pista que sedia o evento. Pedro Barros exaltou as formas do novo bowl, que deve dificultar a vida de todos os participantes. O Red Bull Skate Generation se estende até domingo e tem ingressos à venda entre R$ 10 e R$ 60.  

“Ao mesmo tem que sei a pressão por competir em casa, onde apostam as fichas em mim, fico mais relaxado. A pista nova é igual para todos, não é como o bowl daqui de casa. Foi inaugurada há um mês. Ela segue o padrão californiano, tem street, mistura o vertical, é bem completa”, disse.

Vida dedicada ao skate

Quem vê Pedrinho rodeado de amigos, jogando conversa fora e bebendo cerveja na sua casa não imagina a rotina dura que leva para manter os seus compromissos e a forma física. Além de entrevistas, presenças em eventos de patrocinadores e, claro, as competições, o skatista faz pilates, treino funcional e também surfa.

“Sou focado. Eu poderia ser desleixado, mas sou cobrado, cuido da minha alimentação e saúde. Tenho consciência que o skate é o meu ganha pão. Passo o ano inteiro fora de casa, fiz mais de 20 viagens internacionais neste ano. É muita função. É um compromisso e um prazer”, declarou.

A paixão pelo skate é a motivação para Pedro Barros continuar competindo mesmo depois de todas estas conquistas (são nove medalhas nos X Games no total). Antes de tudo, o atleta anda de skate por satisfação pessoal. Ainda que seja uma diversão, Pedrinho é bastante crítico quanto o seu rendimento nas pistas.

"O skate é a minha vida. Gosto de curtir com os meus amigos, dar risada, colocar um som alto na pista. É um estilo de vida. Não ando de skate para ser campeão, é pela vida que levo em cima dele. Gosto de evoluir, me sentir bem. A partir do momento que ando abaixo de um potencial que sei que posso apresentar começo a me cobrar”, concluiu.

Red Bull Skate Generation

Quando: Entre 13 e 15 de novembro, das 10h às 18h30

Onde: rua Cecília Jacinta de Jesus, 105, Rio Tavares

Quanto: R$ 20 (sexta-feira), R$ 30 (sábado), R$ 40 (domingo) e R$ 60 (passaporte para os três dias de evento)

      Publicidade

      0 Comentários

      Publicidade

      Escolha seu time

      • Chapecoense
      • Criciúma
      • Figueirense
      • JEC
      • Avaí
      Publicidade