Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Número um do mundo em duplas, Marcelo Melo participa do Encontro de Tênis em Florianópolis

Atleta participou do evento nacional realizado Confederação Brasileira de Tênis e compartilhou experiência com o público

Diogo de Souza
Florianópolis
07/12/2017 às 22H37

O número um do mundo no tênis, modalidade duplas, o brasileiro Marcelo Melo, esteve em Florianópolis nesta quinta-feira (7) no Encontro Nacional de Tênis, que acontece na sede da CBT (Confederação Brasileira de Tênis). O evento, que teve início na última segunda-feira e transcorre até sábado, visa incrementar a modalidade e fomentar a prática no Estado e no País. Diversos atletas, ex-atletas, treinadores e jovens desportistas estão reunidos em nome da modalidade.

Recentemente campeão no Masters 1.000 de Paris juntamente com o polonês Lukasz Kubot, nesse que definiu como “melhor ano de sua carreira”, Marcelo Melo esteve na sede da CBT contando sobre suas experiências e jogando com atletas de todas as idades. Entre fotos e autógrafos, ressaltou a importância do evento e a responsabilidade pela condição que ocupa de líder do ranking. “Alguns se assustam com meu tamanho [risos], mas eu vejo a alegria deles em encontrar comigo justamente pelo que tenho feito. É uma responsabilidade muito grande. Vários vêm dizer sobre o sonho de chegar aonde eu cheguei”, pontou.

Sobre o encontro, que é o primeiro realizado pela CBT em nível nacional, Melo lembrou da importância e da necessidade de mais eventos como esse. “Acho que um encontro como esse é bom para reunir todo mundo, trocarmos ideias, ver o que podemos melhorar. A ideia da federação é muito boa em querer melhorar o tênis. É legal ter um encontro nacional como esse, quem sabe termos vários em nível estadual também”, destacou.

Além de Marcelo Melo, quem marcou presença também foi a paulista Bia Haddad, 21 anos, líder do ranking nacional. Gustavo Kuerten, presente ao longo do evento, também esteve compartilhando o momento com os jovens atletas. 

Marcelo Melo e Gustavo Kuerten entre atletas de todas as idades - André Gemmer/Green Team
Marcelo Melo e Gustavo Kuerten entre atletas de todas as idades - André Gemmer/Green Team


Em ano histórico, Marcelo prevê um 2018 ainda melhor

Além do Masters 1.000 de Paris no início de novembro, o mineiro de 34 anos Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot, 35, consolidaram a superioridade absoluta na temporada. A dupla, em 2017, somou, pelo menos, seis títulos – Wimbledon, Halle, Hertoenbosch e os Masters 1.000 de Madri, Miami e Paris. Marcelo e Lukasz foram finalistas do Masters 1.000 de Xangai e Indian Wells. “O ano de 2017, da minha carreira, foi o melhor. No mínimo um torneio de cada nível, pisos diferentes. Enfim, foi o melhor ano”, pontuou. Questionado sobre o 2018, Marcelo contou que já se prepara e espera “mesmo que com dificuldade, manter o nível e a evolução da dupla que pode mais”.

Sobre a Copa Davis que começa no início de fevereiro, Marcelo espera recolocar o Brasil entre os melhores, mas para, faz uma ressalva: “É um evento perigoso independente do ranking dos jogadores. Às vezes os jogadores não estão tão bem ranqueados, mas jogam muito bem em dupla. É preciso ter muito cuidado e atenção”.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade