Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Novo superintendente da FME vai priorizar o acesso das comunidades à prática esportiva

Erasmo Damiani foi oficializado no cargo em 9 de abril

Marcone Tavella
Florianópolis

Marco Santiago/ND
Maior desafio de Erasmo Damiani é manter bons resultados nas competições estaduais

Dar sequência ao trabalho desempenhado pela FME (Fundação Municipal de Esportes) nestes últimos três anos e apoiar mais a educação, o paradesporto e o social são as prioridades do novo superintendente geral Erasmo Marcelo Damiani. Ele substituiu há duas semanas Édio Manoel Pereira, que deixou o cargo para se candidatar a vereador.

Um dos principais desafios nos próximos oito meses à frente da fundação é manter Florianópolis soberana nos Jasc (Jogos Abertos de Santa Catarina). Nos últimos três anos só deu Florianópolis no topo da classificação geral. “Pegar uma fundação com resultados tão expressivos como ela está hoje é uma responsabilidade muito maior do que se tivesse buscando resultados”, disse Damiani.

Mesmo com foco no esporte de rendimento, o novo superintendente quer potencializar iniciativas que aproximem a comunidade da prática esportiva, como é o caso das academias da saúde. Presente em 22 bairros da Capital, o projeto consiste em oferecer em espaços públicos aparelhos próprios para a ginástica. “Estamos à espera de uma liberação da Caixa Econômica Federal para consolidar 80 academias até agosto deste ano. O segundo passo é ter professores de educação física utilizando e cuidando destes espaços para atender a comunidade”, afirmou.

Para Damiani, o tempo de mandato é pouco para promover grandes mudanças no esporte de Florianópolis. Além disto, projetos a serem aprovados na Câmara de Vereadores e até em Brasília, como o Bolsa Atleta, aliado ao fato deste ano ser de eleições municipais, devem limitar as ações, segundo Damiani. “É um espaço muito curto de mandato. Mas não estou buscando um jogador de vôlei, estou propiciando que ele possa jogar vôlei em sua comunidade, sua escola. Não quero saber se ele vai virar um atleta de rendimento ou não”, finalizou.

Novo ginásio está nos planos

Que a população de Florianópolis está carente de um ginásio de grande porte para a prática esportiva e promoção de eventos, todo mundo sabe. Mas a Capital não terá esse local tão cedo.

Para o novo superintendente da Fundação Municipal de Esportes, Erasmo Damiani, o investimento em infraestrutura na Capital é de extrema importância. “Brasília tem cinco pistas sintética de atletismo e Florianópolis não tem nenhuma. Tem que haver um ginásio que atenda a população, para sediar grandes eventos e shows. Às vezes você perde de trazer alguma coisa para cá porque não tem espaço”, criticou.

Como representante da FME, ele acredita que o pouco tempo de gestão não possibilita tal empreendimento, mas ele vai trabalhar para incluir esta pauta no plano de governo da próxima gestão. “É um projeto a longo prazo. Vejo como algo fundamental para Florianópolis. Tem que ser prioridade da próxima gestão ampliar o espaço físico da Capital”, analisou.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade