Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

No primeiro confronto da final, Figueirense e Joinville não saem do zero no Orlando Scarpelli

Daniel Silva
Florianópolis
Eduardo Valente/ND
Figueirense não conseguiu sair do empate e JEC tem vantagem na segunda partida


A primeira partida da final do Campeonato Catarinense, entre Figueirense e Joinville, no Orlando Scarpelli, foi decepcionante. Tanto na questão do público (13.682 torcedores) quanto no futebol apresentado. Os dois melhores times da competição bem que tentaram, mas não saíram do zero. O confronto também teve alguns lances discutíveis de arbitragem. A decisão agora será na Arena Joinville, no próximo domingo. O JEC, pela melhor campanha no hexagonal, joga por um empate.

Após uma semana de mistério por parte do técnico Argel Fucks, a expectativa sobre o Figueirense era quanto ao esquema tático utilizado. Ao contrário do esperado, Fabinho entrou na lateral direita em vez de Jefferson, e Ricardinho fechou o meio de campo, com os três atacantes. Logo no começo da partida, Thiago Heleno, pendurado, deu um carrinho em Kempes, mas Célio Amorim não mostrou o cartão amarelo para o jogador alvinegro. 

A reclamação do Joinville cessou quando Augusto César derrubou Mazola em lance semelhante e também não foi advertido. A tensão dos primeiros minutos foi passando e as equipes buscando o gol. O JEC apostou nos contra-ataques, enquanto o Figueirense procurava Clayton, o mais perigoso do primeiro tempo. 

Ricardinho, pouco efetivo, não voltou para a etapa final. Argel colocou Jean Deretti em campo para "fazer fumaça no meio de campo". O Figueirense perdeu a melhor chance da partida para abrir o placar. Clayton puxou contra-ataque pela direita, poderia ter chutado, mas rolou para Mazola, que dominou, mas perdeu o tempo da bola e a oportunidade de marcar. O JEC deu o troco e quase saiu em vantagem, mas Fabinho salvou em cima da linha. 

Dudu entrou no lugar de Mazola, que também não vinha fazendo uma boa partida. Clayton criou outras duas boas chances para Deretti, na primeira ele não conseguiu chegar, na segunda desviou de cabeça rente à trave. 

Ficha técnica

Figueirense (0)
Alex Muralha; Jefferson, Marquinhos, Thiago Heleno e Cereceda; Paulo Roberto, França (Yago) e Ricardinho (Jean Deretti); Mazola (Dudu), Clayton e Marcão. Técnico: Argel Fucks

Joinville
Oliveira; Sueliton, Bruno Aguiar, Guti e Rogério; Naldo, Augusto César (Mateus Silva) e Marcelo Costa; Tiago Luís (Danrlei), Welinton Júnior (Willian Popp) e Kempes. Técnico: Hemerson Maria

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis
Data: 26/4/2015
Horário: 16h
Cartões amarelos: Marquinhos, Dudu (F), Rogério, Welinton Júnior, Marcelo Costa, Oliveira (J)
Arbitragem: Célio Amorim, auxiliado por Neuza Inês Back e Eli Alves

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade