Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Neymar volta a treinar, e Tite deve repetir equipe titular contra a Costa Rica

Treinador mantém o time que empatou com a Suíça na partida de estréia da Copa do Mundo, com Coutinho no meio campo e William pela direita

Folha de São Paulo
SOCHI (RÚSSIA)
20/06/2018 às 12H30

LUIZ COSENZO

SOCHI, RÚSSIA (FOLHAPRESS) - O atacante Neymar voltou a treinar com a seleção brasileira nesta quarta-feira (20), após desfalcar a equipe nos trabalhar por dois dias. O atacante foi poupado na segunda (18) e deixou o campo com dores na terça (19).

No treinamento desta quarta, o técnico manteve a mesma equipe titular que empatou com a Suíça: Alisson; Danilo, Miranda, Thiago Silva e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Philippe Coutinho; William, Neymar e Gabriel Jesus. O próximo jogo do Brasil será na sexta-feira (20), às 9h.

 Neymar treinou com o grupo em Sochi nesta quarta-feira  -  (Foto: Nelson Almeida/AFP)
Neymar treinou com o grupo em Sochi nesta quarta-feira - (Foto: Nelson Almeida/AFP)


Neymar realizou o aquecimento e, na sequência, participou do treino em campo reduzido com os demais jogadores, nesta quarta, no campo de treinamento da equipe, em Sochi. Em seu Twitter, a CBF colocou que o jogador "participou normalmente das atividades".

A situação do camisa 10 da seleção brasileira passou a preocupar após o treinamento daterça. Na oportunidade, ele deixou a atividade após 15 minutos com dores no tornozelo direito.

O jogador reclamou de dores no local quando participava de um bobinho com outros cinco atletas (Paulinho, Miranda, Thiago Silva, Willian e Coutinho) e tentou interceptar uma bola. Ele ainda continuou no treino, deu mais alguns toques na bola e saiu irritado após colocar a mão no tornozelo direito.

A preocupação com as condições físicas e clínicas de Neymar acontecem desde o dia 25 de fevereiro, quando ele fraturou o quinto metatarso do pé direito durante um jogo do Campeonato Francês.

Uma semana depois, passou por uma cirurgia no local. Ele ficou três meses sem jogar e retornou no último dia 3, quando entrou no intervalo e marcou um gol na vitória do Brasil sobre a Croácia por 2 a 0.

No dia 10, jogou 82 minutos no triunfo brasileiro sobre a Áustria por 3 a 0. Ele também balançou a rede nesta partida.

No último domingo (17), porém, teve uma atuação discreta no empate diante da Suíça por 1 a 1, na estreia da Copa do Mundo. Durante a partida, Neymar levou a mão ao tornozelo direito e passou a mancar, indicando dores no local. No segundo tempo, passou a caminhar de forma tímida pelo lado esquerdo, de vez em quando com dificuldades para pisar no chão.

No jogo contra os suíços, o atacante sofreu o maior número de faltas por um único atleta em uma mesma partida de Copa do Mundo desde 1998. O brasileiro foi vítima de 10 infrações.

Antes do brasileiro, o mais caçado em campo foi inglês Alan Shearer, no Mundial disputado na França. Na ocasião, Shearer sofreu 11 faltas na vitória por 2 a 0 contra a Tunísia.

Apesar do excesso de infrações em cima do jogador brasileiro, o médico da seleção Rodrigo Lasmar demonstrou tranquilidade com a situação do atacante.

"Nenhuma preocupação. Da parte médica, ele estará 100% para o próximo jogo. Não vai passar por nenhum tratamento específico, não estamos preocupados", disse o médico

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade