Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Na fé! Em Kazan, Tite tem leque de igrejas para manter ritual na Copa

Treinador da Seleção costuma visitar pelo menos uma igreja por onde passa. Na cidade das quartas de final contra a Bélgica a diversidade religiosa e número de tempos impressiona

LANCE!
Enviado especial a Kazan (RUS)

 Torcedores de Brasília visitaram o Kremlin de Kazan nesta quarta-feira  -  Foto: Marcio Porto
Torcedores de Brasília visitaram o Kremlin de Kazan nesta quarta-feira - Foto: Marcio Porto


O apreço de Tite pela espiritualidade, fé, orações é conhecido por todos e segue com ele durante a Copa do Mundo na Rússia. No país europeu, o treinador que tenta conduzir a Seleção Brasileira ao hexacampeonato mundial tem mantido seu ritual de frequentar pelo menos uma igreja em cada lugar que passa, para se manter em dia consigo mesmo. Neste contexto, o técnico encontra cenário especial em Kazan, onde o Brasil disputa as quartas de final da Copa na próxima sexta-feira contra a Bélgica. Considerada a terceira cidade mais importante da Rússia, atrás apenas da capital Moscou e de São Petersburgo, Kazan respira religião.

Um passeio pelo centro é suficiente para notar a influência da fé sobre a cidade. Há praticamente uma igreja ou templo a cada esquina. São cultuadas diversas religiões, embora a maioria da população seja muçulmana. Isso faz com que Kazan seja também exemplo de tolerância numa época e região em que os conflitos religiosos são constantes.

Há um importante espaço de fé pertinho de onde a Seleção Brasileira ficará hospedada em Kazan. A cerca de 800 metros do hotel que abrigará os brasileiros fica o Kremlin (fortaleza) da cidade. Nessa estrutura, estão localizados dois grandes pontos religiosos da cidade: a Mesquita Kul Sharif, construída em 2005, e a Catedral da Anunciação, cristã ortodoxa.

Nessa região, foi grande o fluxo de brasileiros nesta quarta-feira. Além da oportunidade para apreciar a beleza dos templos, diversas atrações animaram o público, dividido entre torcedores de diversos países que passam pela Rússia para acompanhar a Copa do Mundo. Feirinhas com artesanato local e shows de música instrumental conferem um clima agradável aos visitantes. Chamou atenção duas moças tocando acordeon. Na mira dos flashes dos turistas, executaram diversos sons, inclusive algo que soou como forró. O público aplaudiu.

Desde o início da Copa, Tite tem mantido o ritual de visitar uma igreja em cada lugar, mas adota postura bem discreta quanto a isso. Não anuncia que vai nem quando e foge do contato da imprensa em um momento extremamente particular. O treinador acha importante estar em dia com as orações, mas não leva isso para o grupo como uma recomendação. Cada um deve procurar o melhor para seu interior.

No Mundial na Rússia, o treinador foi questionado sobre a questão da religião e adotou postura bem pessoal com relação ao tema.

- A espiritualidade e oração, independentemente da religião, me torna um ser humano melhor. Eu busco isso, ser um ser humano melhor e faço sempre que posso - afirmou.

Em Kazan, o técnico terá opções vastas para exercer sua religião. A Seleção Brasileira chega ao palco da partida nesta quinta-feira por volta das 6h de Brasília. às 9h30, o técnico fala em entrevista coletiva na Arena Kazan, local do jogo, e depois a Seleção treina no campo do Rubin Kazan, principal clube da cidade. A medida foi adotada para não prejudicar o gramado do local onde o Brasil definirá sua vida na Copa contra a Bélgica na próxima sexta às 15h.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade