Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Murilo Fischer participa pela sexta vez do Giro D’Italia

Prova é uma das mais tradicionais do ciclismo mundial

Daniel Silva
Florianópolis

O catarinense Murilo Fischer participa pela sexta vez do Giro d’Italia, uma das mais tradicionais do ciclismo. Integrante da equipe francesa FDJ (Française des Jeux), o atleta é o único brasileiro na disputa, que começou no dia 6 de maio, em Apeldoorn (Holanda), e termina neste domingo, em Torino, na Itália. São 3.463 quilômetros e, aos 36 anos, Fischer quer completar a prova para mostrar que está em forma.

O objetivo é chegar bem para os Jogos Olímpicos no Rio 2016. “Estou muito focado na luta por uma vaga na Olimpíada e nada melhor do que poder se preparar e mostrar um bom desempenho em uma grande volta ciclística como o Giro, uma competição única no ciclismo mundial”, declarou o ciclista, que é natural de Brusque.

Marco Santiago/ND
Murilo Fischer busca uma vaga na Olimpíada do Rio de Janeiro


Além da Holanda, o Giro d’Italia também passa pela França. São 21 etapas no total, sendo sete para velocistas, sete de meia-montanha, quatro em alta-montanha, mais três individuais contrarrelógio. É a segunda maior competição do esporte, atrás do Tour de France. Em setembro do ano passado Fischer se tornou o primeiro atleta do ciclismo no Brasil a completar as três principais voltas do calendário ao correr a Volta Ciclística da Espanha.

No último dia 19, o catarinense foi um dos convidados no estúdio da RAI e, ao participar de uma discussão sobre o doping na modalidade, disse que está sendo um implantado um sistema que visa a transparência, mas que está enfrentando resistência pelos atletas, pois o programa exige informações do dia a dia do ciclista, como por exemplo, do que se alimenta.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade