Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Maratona em família: genro, sogro e cunhado participam de prova em Florianópolis

Quórum familiar só não será maior porque esposa está grávida de quase nove meses

Matheus Joffre
Florianópolis
26/08/2017 às 10H42

O assunto nos últimos almoços de domingo das famílias Búrigo e Araújo era apenas um: a Maratona Internacional de Florianópolis. Murilo Búrigo, 34, Edevard Araújo, 64, e Eduardo Araújo, 35, – genro, sogro e cunhado – estarão entre os 6 mil competidores, que participarão da primeira edição da competição, neste domingo, na Capital. O quórum familiar só não será maior porque a esposa de Murilo, Marina, 34, está grávida de quase nove meses do segundo filho do casal.


Murilo Búrigo, Edevard Araújo e Eduardo Araújo correrão a maratona de Florianópolis em família - Flávio Tin/ND
Murilo Búrigo (à esq.) e Edevard Araújo, genro e sogro, correrão a Maratona de Florianópolis - Flávio Tin/ND


>> Confira as mudanças no trânsito por causa da maratona <<


Na Meia Maratona de Balneário Camboriú, em junho, a família teve seis integrantes. Além do trio que correrá em Florianópolis, engrossaram o time outro cunhado de Murilo, Felipe Araújo, 32, seu filho Mateus, 5, e o sobrinho Gabriel, 8, que participaram da prova kids e correram 100 metros. “A família toda corre. Estamos cada vez trazendo mais gente para o nosso lado nas corridas. É bom porque um incentiva o outro, um puxa o outro. A corrida é o esporte individual mais coletivo que tem e, no nosso caso, familiar”, afirmou Murilo, que correrá os 42 km.

Edevard e Eduardo formarão uma dupla e correrão 21 km cada um. “Todos nós começamos com 5 km e fomos traçando nossos objetivos. O Murilo vai para a segunda maratona dele. Eu vou para minha segunda meia e o Eduardo para a primeira dele. Cada um treina de acordo com sua rotina, mas o legal é que nas provas estamos sempre uns torcendo pelos outros”, contou Edevard.

Depois da Maratona de Florianópolis, Murilo e Edevard também já estão inscritos na Meia de São José, em setembro. Mais para a frente, a ideia é organizar uma viagem em família para o exterior e conciliar com alguma prova. “Estamos pensando em fazer uma viagem em família para algum lugar que tenha maratona. Assim, podemos conhecer um lugar novo, aproveitar os momentos entre família e ainda fazer o que a gente mais gosta, que é correr”, destacou Murilo.

Murilo Búrigo, Edevard Araújo e Eduardo Araújo correrão a maratona de Florianópolis em família  - Flávio Tin/ND
Murilo Búrigo, Edevard Araújo e Eduardo Araújo correrão a maratona de Florianópolis em família - Flávio Tin/ND


Mudança de hábito

Há dez anos, Murilo Búrigo, 34, levava uma vida desregrada. Tocava na noite, se alimentava mal e era completamente sedentário. A mudança veio há quatro anos, quando o comerciante subiu na balança e pesou quase 100 quilos. Após procurar um médico e ser diagnosticado com princípio de hipertensão, ouviu duas opções: tomar remédio o resto da vida ou mudar seus hábitos alimentares e praticar atividade física.

Escolheu a segunda opção. Consultou uma nutricionista, entrou na academia e começou a correr. Não demorou muito e entrou para uma assessoria esportiva e passou a fazer um treino especializado. “Eu mudei completamente de vida. Aos poucos fui pegando gosto pela corrida, a fazer umas provas de 5 km, 10 km, até chegar à maratona”, contou Murilo, que correu pela primeira vez os 42 km no ano passando, em Punta Del Este, no Uruguai.

A família veio no embalo. O sogro, que já corria por lazer, também passou a levar o esporte a sério e os cunhados seguiram o mesmo caminho, assim como a esposa, Marina, que só não vai correr a Maratona de Florianópolis porque está grávida. “Mudou a prioridade, né? Mas na próxima ela com certeza vai correr com a gente e espero que os meus filhos também sigam por esse caminho e que tenham uma vida saudável”, projetou Murilo.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade