Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

João Paulo admite incômodo com atraso nos salários no Figueirense, mas garante foco

Atleta concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira; grupo busca assimilar metodologia do novo comandante do Figueirense, Rogério Micale

Redação ND
Florianópolis
12/09/2018 às 17H45
João Paulo (com a bola) em jogo contra o Tubarão - Luiz Henrique/Figueirense FC/divulgação
João Paulo (com a bola) em jogo contra o Tubarão - Luiz Henrique/Figueirense FC/divulgação


O atraso salarial no Figueirense voltou à pauta nesta quarta-feira (12). Em paralelo ao momento mais difícil do clube na temporada, o tema foi mencionado em entrevista concedida pelo lateral e meia João Paulo, um dos líderes do elenco. O atleta, que por vezes assume a faixa de capitão, admitiu o incômodo com o atraso nos vencimentos, mas reiterou a confiança na direção, garantiu foco para assimilar a metodologia do novo técnico e para “somar pontos” contra o São Bento, na sexta-feira (14).

O problema financeiro no bairro do Estreito, não é novidade. Assim como a negativa da direção no que diz respeito ao atraso nos vencimentos.

Apesar disso, o discurso segue o indicativo de atraso no repasse. “A gente tem vivenciado isso desde o ano passado. Não ficamos externando porque o nosso objetivo é dentro do campo. Infelizmente tem acontecido. A gente conversa. Todo mundo que trabalha no clube, tenho minhas obrigações fora do campo também, assim como estamos correndo dentro do campo, sabemos que a diretoria também está correndo para regularizar”, revelou o camisa 16 do alvinegro.

O atleta falou sobre a saída de Milton Cruz onde resumiu em “surpresa” em comum de todo o elenco que quer “agradecer” o ex-técnico por tudo. Por outro lado, saudou a chegada de Rogério Micale que descreveu como “mais enérgico” no primeiro trabalho coletivo. “É mais enérgico e foi mais participativo até pela necessidade de assimilarmos o trabalho dele o mais rápido possível. Sexta tem jogo e precisamos pontuar em casa”, projetou.

O Figueirense recebe o São Bento, na sexta-feira, a partir das 20h30. Com a abertura da rodada – derrrota do CSA para o Vila Nova, o Furacão ficou um ponto mais longe do G4. O técnico Micale não poderá contar, inicialmente, com Zé Antônio, que saiu lesionado na derrota para o CSA e, até o momento, não conseguiu nem treinar.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade