Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Iniesta agradece Espanha em carta e diz confiar em nova geração

Meia se despediu da seleção espanhola após a eliminação na Copa do Mundo contra a Rússia

Folha de São Paulo
São Paulo, SP
03/07/2018 às 11H42

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Dois dias depois de fazer sua última partida com a camisa da Espanha, Andres Iniesta, 34, publicou uma carta em suas redes sociais nesta terça-feira (3) para explicar a decisão de se aposentar da seleção e fazer agradecimentos públicos.

O meia mostrou confiança na nova geração do futebol da Espanha e disse que, a partir de agora, será um torcedor. Segundo ele, a decisão é um "passo ao lado".

 Iniesta é um dos destaques da Espanha nesta Copa do Mundo -  AFP
Iniesta se despediu da seleção espanhola após a derrota para a Rússia- AFP


A carta foi publicada em espanhol e em inglês e, logo de cara, comete um erro. "Faz 14 anos que vesti pela primeira vez a camisa da nossa seleção. Tinha 15 anos e nunca vou esquecer deste momento", escreveu Iniesta. Na verdade, ele estreou pela seleção sub-15 da Espanha há 19 anos, não há 14.

Agora, ele coleciona duas taças da Eurocopa e uma da Copa do Mundo, mas já não rende o mesmo que na época dessas conquistas. Em seu último jogo pela seleção, foi escalado como reserva.

Antes, também havia se despedido do Barcelona, seguindo para um mercado periférico do futebol: vai atuar no Vissel Kobe, do Japão.

Confira a carta de Iniesta:

"Faz 14 anos que vesti pela primeira vez a camisa da nossa seleção. Tinha 15 anos e nunca vou esquecer deste momento. Era o sonho da minha vida poder defender as cores do meu país. É algo muito especial, não só um sonho, também uma grande responsabilidade. Durante todos esses anos, tentei ser consciente do que significa e dar o máximo para que vocês se sentissem orgulhosos.

Creio que tive a sorte de poder viver em uma das melhores épocas do futebol espanhol, com uma geração de jogadores que foram e são excepcionais em todos os sentidos. Alcançamos grandes êxitos, coisas que todos sonhávamos quando éramos pequenos, mas também tivemos grandes decepções e vivemos momentos muito difíceis. A todos, muito obrigado por fazerem de mim melhor companheiro e melhor jogador de futebol. Foi um orgulho estar com vocês todos esses anos todos.

Agora é o momento de dar um passo ao lado. Não foi uma decisão nada fácil, ao contrário. Levei muitos meses pensando nisso. A esperança e a vontade de continuar são totais, mas sempre disse que terminaria fazendo o melhor para a seleção. O futuro é apaixonante, com um grupo de jogadores que são incríveis e que a partir de agora me terão como um torcedor a mais para apoiá-los incondicionalmente. Não tenho nenhuma dúvida de que o que vem pela frente será maravilhoso e que colheremos grandes vitórias. O grupo que existe é impressionante.

Gostaria de agradecer a toda a Federação pelo apoio e pela forma que me trataram sempre durante os últimos 19 anos. A todos os presidentes, diretores e empregados com os quais pude conviver durante todos esses anos.

Eu tive a sorte de ter grandes treinadores durante toda esta etapa, com especial carinho a Luis Aragonés, que me fez estrear pelo meu Albacete e com quem conquistamos a primeira Eurocopa em um torneio de sonho. A todos obrigado por contar comigo, pela vossa confiança e por mudar o sentido do futebol espanhol: Luis [Aragonés], Vicente [Del Bosque], Julen [Lopetegui], Fernando [Hierro] e também a Juan Santiesteban, Iñaki Sáez, Ufarte e Ginés.

A todos vocês, torcedores, obrigado, muito obrigado pelo seu apoio e carinho. Sempre com a Roja (a seleção espanhola).

Por último, gostaria de agradecer especialmente à minha família: obrigado por vosso apoio incondicional e por estarem sempre ao meu lado. Perseguimos um sonho e o alcançamos."

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade