Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Hora da "vingança" no Figueirense e Jorginho pode ser pivô da demissão de Falcão

Alvinegro enfrenta o Internacional, domingo, no Beira-Rio

Daniel Silva
Florianópolis
Fernando Mendes/ND
Jorginho quer a vitória do Figueira no Beira-Rio

Não é de hoje que o cargo do técnico Paulo Roberto Falcão está ameaçado no Internacional. Se o Figueirense vencer no Beira-Rio, local da partida deste domingo, às 18h30, a situação fica ainda mais complicada para o comandante colorado, que venceu apenas um dos cinco jogos nesta Série A. Quando jogador, o atual treinador Jorginho não foi convocado para a seleção brasileira, na época em que Falcão estava no cargo (1990-1991). Curiosamente, Jorginho pode ser o pivô da sua demissão no domingo.

Se o retrospecto do Figueirense como visitante não é dos mais animadores (duas vitórias, um empate e sete derrotas), o momento vivido por Jorginho e seus jogadores é superior. O técnico adversário, inclusive, chegou a comandar treino fechado no Beira-Rio. Para Jorginho, um sinal de respeito ao time alvinegro. “As equipes conhecem a nossa forma de jogar, nossos jogadores, não dá para esconder muita coisa, mas respeito isso, porque estamos sendo respeitados”, avaliou.

Dos seis pontos conquistados pelo Inter, apenas um foi em casa. A pressão da torcida, que tem vaiado os jogadores e Falcão, vem atrapalhando. Jorginho quer tirar proveito da situação para conquistar uma vitória. “Tem atletas que não estão nem aí para as vaias, mas alguns sentem. Um ponto é muito bom para nós, mas ganhar é possível. Se conseguirmos ganhar o jogo será maravilhoso”, concluiu.

Novidades entre os relacionados

Com o time titular definido, Jorginho relacionou duas novidades para ficar no banco de reservas. O volante Jônatas, que chegou em abril ao Figueirense, recuperou a forma física e pode estrear neste domingo.
A outra novidade é a volta do atacante Wellington, afastado da equipe principal desde o fim do Campeonato Catarinense. Os outros relacionados são Ricardo, Joílson, Roger Carvalho, Túlio, Jônatas, Wellington Nem e Wellington.
O atacante Reinaldo, que voltou a treinar, tinha a expectativa de ser relacionado para este jogo, mas não entrou na lista de Jorginho. O retorno pode acontecer na quarta-feira, contra o Santos, no Orlando Scarpelli. “Todo mundo quer jogar, respeito o momento do Héber e do Aloísio, mas quem decide é o Jorginho. Eu posso ajudar com minha experiência, mas a juventude é importante”, disse o Rei.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade