Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Há quatro jogos sem vencer, Figueirense encara "invicto" Guarani em confronto direto

Furacão joga nesta terça-feira, às 21h, em Campinas; Milton Cruz tem problemas para escalar o time

Redação ND
Florianópolis
16/07/2018 às 21H56
João Paulo briga pela titularidade no Figueirense (Foto: Luiz Henrique/Figueirense F.C.) -
João Paulo briga pela titularidade no Figueirense (Foto: Luiz Henrique/Figueirense F.C.) -


O Figueirense já está em Campinas para o duelo diante do Guarani, nesta terça-feira (17), às 21h30, em jogo válido pela 16ª rodada da Série B. Há quatro jogos sem vencer, o time de Milton Cruz precisa da vitória se não quiser abandonar, ao menos de maneira momentânea, a briga por uma das quatro vagas à Série A.

“O time sente a falta do Jorge Henrique e do Betinho, mas confiamos no plantel. Se Deus quiser vamos fazer agora três grandes jogos para poder chegar perto do líder”, projetou o técnico Milton Cruz.

Ainda que tenha passado por algumas turbulências, é verdade que o atual momento é o mais delicado desde que o ano começou para o Figueirense. São quatro jogos sem vencer além de impasses financeiros junto ao elenco e funcionários.

Não bastassem as dificuldades ao redor, Milton Cruz tem problemas para escalar o time. Pereira, Betinho e Jorge Henrique, entregues ao DM, não jogam. João Paulo apareceu como a última baixa. O atual capitão do time não treinou nesta segunda (16) alegando dores e, diante do desfalque, o comandante alvinegro testou Henrique Trevisan na lateral-esquerda.

Ygor Nogueira e Renan Mota, que cumpriram suspensão na derrota para o Oeste, voltam ao time. A principal novidade pode ser a aparição do jovem Patrick no meio-campo, de fora das listas de Milton Cruz desde o campeonato Catarinense.

Reforços podem pintar no bairro do Estreito

Embora sem dizer quem e nem para onde, o técnico Milton Cruz, em entrevista coletiva concedida nesta segunda antes do embarque para São Paulo, revelou que “reforços chegarão em breve”. A ideia tomou corpo a partir da perda dos dois principais nomes da equipe por lesão somada a má-fase do momento.

No último mês o clube perdeu dois laterais e foi procurado em busca de informações sobre outros nomes. O último “alvo” foi o goleiro Denis. Segundo o repórter José Henrique Koltermann, da rádio Guarujá, o arqueiro recebeu uma proposta do futebol do Oriente Médio. Denis, titular absoluto e homem de confiança do técnico, no entanto, teria supostamente rejeitado alegando a intenção de cumprir com seu contrato.

Embora tenha considerado a necessidade e possibilidade de reforços, Milton Cruz voltou a sinalizar a capacidade do seu elenco. “Temos time e condições de conseguir esse acesso”, garantiu.

Em Campinas, o Bugre atravessa bom momento. São sete jogos sem derrota (quatro empates e três vitórias) e, apesar de ter iniciado a competição lutando da metade para baixo, parece ter se firmado entre os postulantes a primeira divisão.

O técnico Umberto Louzer aproveitou o bom momento vivido pela sua equipe e fez uma projeção ousada até o final do primeiro turno: A equipe tem 22 pontos, está em 7º e, segundo o treinador, quer terminar o turno com 30 a 32 pontos. São, pelo menos, duas vitórias e dois empates nos quatro jogos restantes do 1º turno.

Ficha técnica:

Guarani: Oliveira; Kevin, Everton Alemão, Edson Silva e Pará; Willian Oliveira, Ricardinho, Matheus Oliveira, Rafael Longuine e Denner; Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer.

Figueirense: Denis; Diego Renan, Nogueira, Cléberson e João Paulo (Trevisan); Zé Antônio, Matheus Sales, Patrick, Renan Mota e Ferrareis; Henan. Técnico: Milton Cruz.

Local: estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas-SP.

Data: 17/07/18. Hora: 21h30

Arbitragem: Denis da Silva Ribeiro Serafim-AL; Pedro Jorge Santos de Araújo-AL e Rondinelle dos Santos Tavares-AL.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade