Publicidade
Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 22º C

Guga é homenageado na premiação do ATP Finals, em Londres

Tenista, ex-número 1 do Mundo, deu nome a uma das chaves do torneio, vencida pelo alemão Alexander Zverev sobre o sérvio Novak Djokovic

Redação ND
Florianópolis
18/11/2018 às 21H30

Há quase 18 anos Gustavo Kuerten entrava para a história ao vencer, em Lisboa, dois grandes tenistas (Pete Sampras e Andre Agassi) no torneio que reúne os melhores jogadores do ano e conquistar o topo do ranking no tênis profissional. Nesse domingo, Guga marcou presença no atual ATP World Tour Finals para ser homenageado e participar da cerimônia de premiação, logo após a vitória do alemão Alexander Zverev sobre Novak Djokovic,  líder do grupo Guga Kuerten na competição. 

Guga, entre Alexander Zverev (à esq) e Novak Djokovic - Divulgação/ND
Guga, entre Alexander Zverev (à esq) e Novak Djokovic - Divulgação/ND


Guga participou de eventos organizados pela ATP para celebrar os campeões de década de 2000, durante todo o fim de semana."É sempre muito gratificante relembrar toda a minha trajetória. Mas, essa homenagem é um grande incentivo, uma inspiração, para que a gente possa continuar trabalhando, com muita determinação, para transformar o tênis brasileiro", declarou Guga.    

Alemão desbanca Djoko na final

Aos olhos de David Beckham e dos ex-tenistas Ivan Lendl e Gustavo Kuerten, este último sentado na primeira fila na O2 Arena, em Londres, o alemão Alexander Zverev venceu o sérvio Novak Djokovic por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3, neste domingo, e faturou pela primeira vez o título do ATP Finals, torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada.

Atual quinto colocado do ranking mundial, o tenista de apenas 21 anos surpreendeu o número 1 do mundo com uma grande atuação e liquidou o duelo em apenas 1h20min. Com isso, também fez história ao se tornar o primeiro alemão a ganhar o evento que fecha a temporada do tênis masculino desde 1995, quando Boris Becker ficou com a taça.

Zverev ainda se tornou o terceiro tenista da Alemanha a conquistar o ATP Finals, antes chamado de Masters Cup - o outro foi Michael Stich, em 1993, depois de Becker vencer a competição em outras duas ocasiões, em 1988 e 1992.

Djokovic, por sua vez, lutava para faturar o importante torneio pela sexta vez, depois de ficar com a taça de campeão em 2008, 2012, 2013, 2014 e 2015. Como consolo, ele teve o fato de que terminará a temporada como líder do ranking mundial após emplacar uma grande arrancada na segunda metade do ano.
Publicidade

1 Comentário

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade