Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Ginástica Rítmica de Florianópolis vira referência no Brasil

Projeto da Confederação em parceria com Ministério do Esporte transforma Adiee/Udesc em dos cinco centros de treinamentos de alto rendimento do país

Matheus Joffre
Florianópolis
Eduardo Valente/ND
Bárbara Steinmetz foi convocada para a seleção brasileira

 

Assim que Bárbara Steinmetz de Souza, 15, pisou pela primeira vez no tablado, a técnica da equipe de ginástica rítmica da Adiee/Udesc, Maria Helena Kraeski, foi categórica: a pequena tinha futuro. Com muita disciplina e horas de dedicação nos treinos, a promessa virou realidade.

A ginasta passou na seletiva para integrar a seleção brasileira, no fim do ano passado, quando o clube tornou-se um dos cinco centros de treinamento de alto rendimento do esporte no país através de uma parceria com a Confederação Brasileira de Ginástica Rítmica e com o Ministério do Esporte. Ela foi a sexta atleta da equipe de Florianópolis convocada para a seleção nos últimos 15 anos.

Além dela, que tem a possibilidade de disputar a Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro, a principal ginasta do clube que representou o Brasil foi Luísa Matsuo, que conquistou seis medalhas de ouro no Pan-Americano de Guadalajara, em 2011.  “Disputar uma Olimpíada é um sonho, mas precisa de muita dedicação. Ainda sou muito nova, não sei se estou preparada para já disputar em 2016. Mas se não for agora, com certeza será farei de tudo para estar lá em 2020”, projetou Bárbara.

A Adiee/Udesc é a atual campeã dos Jogos Abertos de Santa Catarina e foi vice no Campeonato Brasileiro de Conjuntos, no ano passado. Os resultados são frutos do trabalho desenvolvido pela comissão técnica encabeçada por Maria Helena desde 1991 e fez do clube de Florianópolis referência na ginástica rítmica no Brasil. “Com esse novo projeto em parceria com a Confederação e com o Ministério do Esporte ganhamos uma estrutura bem melhor. Nosso tablado dobrou de tamanho, conseguimos dividir as turmas e fazer os treinos renderem bem mais”, contou a treinadora.

Eduardo Valente/ND
Ginastas Alice Kraeski e Gabriela Silva durante treinamento

 

Técnica da Bulgária ensina brasileiras

Com uma melhor estrutura, 2015 tem tudo para ser um ano de conquistas para a Adiee/Udesc. As coreografias da equipe para esta temporada foram elaboradas pela técnica da seleção búlgara – a atual campeã mundial –, Ina Ananiéva, que é especialista em conjuntos e está dando uma clínica de ginástica rítmica no IEE (Instituto Estadual de Educação) até domingo.

Sessenta técnicas e atletas de nove estados, além de uma argentina, estão participando da clínica, que inclui palestras e aulas práticas. “As meninas da Adiee têm um potencial muito grande por conta da disciplina e da inteligência delas. Na ginástica rítmica, nada acontece do dia para a noite. É preciso tempo para a equipe amadurecer”, afirmou Ananiéva.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade