Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Florianópolis Futsal entra na semana decisiva para confronto com o Santos

Time da Capital viaja nesta terça-feira para Lages, onde joga na quinta pela semifinal da Liga

Matheus Joffre
Florianópolis
Fernando Mendes/ND
Márcio bate bola com o filho Lucas, de oito anos, em treino do Florianópolis Futsal

 

O espírito guerreiro e a vontade de vencer estavam estampados no rosto de cada jogador do Florianópolis Futsal, ontem, no penúltimo treino do time no ginásio Sest/Senat antes da viagem para Lages, marcada para hoje, às 12h30. Após quase um mês de espera, depois de vencer os dois confrontos contra o Copagril nas quartas de final, a equipe catarinense enfim iniciará o duelo contra o Santos de Falcão e companhia. A partida, levada para o interior para atender às exigências do regulamento, será realizada no ginásio Jones Minosso, quinta-feira, às 18h30.

Confiante no poder do grupo que tem em mãos, o técnico Sérgio Lacerda sonha em fazer história e classificar o Florianópolis para uma inédita final de Liga Futsal. “É o jogo que todos esperávamos. Só precisamos manter aquilo que fizemos ao longo do campeonato para estar hoje entre os quatro”, afirmou. Em 2009, o Florianópolis chegou pela primeira vez às semifinais, mas sucumbiu diante do Carlos Barbosa, campeão daquele ano.

Um dos principais destaques do time, o ala Alvinho também quer ir além. “É a segunda vez em três anos que chegamos à semifinal da Liga, quem sabe desta vez poderemos ir mais longe e até brigar pelo título”, projetou. “Crescemos no momento certo da competição e isso nos traz muita confiança”, completou.

Confiança que estará assegurada com o retorno do goleiro Ney, recuperado de uma lesão na mão esquerda. “Confesso que fiquei com medo de ficar de fora desse jogo. Ainda bem que esse intervalo grande de um jogo para o outro deu tempo para eu me recuperar. Espero entrar em quadra e fazer o melhor possível para ajudar nosso grupo a ir para a final”, ressaltou.

Apoio de familiares move atletas

Apesar da concentração dentro de quadra, a presença de familiares nas arquibancadas confere um clima de descontração aos treinos do Florianópolis. Mulheres e filhos que acompanham de perto o trabalho de maridos e pais deixam a rotina exaustiva de treinamentos e decisões mais agradável.

Filho do ala Márcio, Lucas Garcez, de apenas oito anos, joga na AABB e não perde um treino do pai. “Venho todos os dias aqui no ginásio. Gosto de ver meu pai jogar para aprender um pouco com ele”, disse.

Para Márcio, esse contato permanente com a família é fundamental para dar força para seguir em frente e superar as dificuldades em momentos difíceis. “Nessas horas de decisão nos apegamos bastante à família. Apesar de todo esse esforço aqui, chegamos em casa e sabemos que eles precisam da gente. Assim como nós também precisamos deles”, afirmou.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade