Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Figueirense vence a Chapecoense por 2 a 0 e conquista o título catarinense

Final foi disputada na Arena Condá, onde Ferrareis e Maikon Leite marcaram os gols do título alvinegro

Rodrigo Kroth
Chapecó
08/04/2018 às 19H17

O Figueirense venceu a Chapecoense por 2 a 0 na tarde deste domingo e conquistou o campeonato catarinense 2018. A final foi disputada na Arena Condá, após o Verdão do Oeste fazer a melhor campanha no geral. Gustavo Ferrareis e Maikon Leite marcaram os gols do título alvinegro.

"Não fizemos um bom jogo. Tanto é que levamos um gol de lateral. Tivemos volume de jogo, mas não jogadas claras de gol. Tivemos que quebrar a estratégia deles. Tentamos jogadas pelos lados. Tivemos bola na trave. Bolas paradas. Méritos ao adversário. Mas não vamos abaixar a cabeça. Vamos voltar a dar alegria a esse povo (de Chapecó)", Gilson Kleina.

#FinaldoCatarinense -  Renato Padilha/Mafalda Press/ND
Maikon Leite marcou o segundo gol da partida aos 40 minutos do segundo tempo - Renato Padilha/Mafalda Press/ND



Primeiro tempo

Os primeiros 45 minutos de jogo foram distintos. O Figueirense começou melhor, teve mais chegadas ao ataque, e chegou ao gol. Logo aos 13 minutos, Gustavo Ferrareis arriscou de longe, Jandrei estava adiantado, e não chegou na bola. Um golaço do alvinegro na Arena Condá.

Aos 19 minutos, mais Figueira. Após boa jogada de Diego Renan, que jogou na Chapecoense em 2017, cruzou na cabeça de André Luiz, que mandou para fora do gol de Jandrei. Um minuto depois veio a resposta da Chape. O lateral esquerdo, Bruno Pacheco, arriscou de fora da área, a bola foi no canto direito, e Denis fez uma bela defesa.

O time da casa melhorou, teve alguns escanteios a favor, chegadas no ataque. Aos 33 minutos, Canteros cruzou para Guilherme, que cabeceou quase no ângulo direito de Denis. O goleiro do Figueirense fez uma brilhante defesa, e evitou o empate do time verde e branco.

A Chape errou vários passes na primeira etapa, e fez com que a torcida ficasse impaciente por alguns instantes. O Figueira jogou melhor, e mereceu a vitória nos 45 minutos iniciais.

Segundo tempo

A segunda etapa iniciou do jeito esperado, a Chapecoense indo pra cima em busca do empate. No entanto, o que se viu no primeiro tempo, repetiu-se no segundo. Falta de qualidade para iniciar as jogadas. Canteros até que tentou fazer o papel, que é de sua qualidade, mas não teve uma tarde feliz. O time em si errou muitos passes. O Figueira se defendeu muito bem e ficou com o contra-ataque.

E foi numa dessas jogadas que o Figueira matou a partida, ao marcar o segundo gol. Aos 40 minutos, Maikon Leite, que entrou na segunda etapa, recebeu a bola de André Luiz na entrada da área, avançou e tocou na saída do goleiro Jandrei, para fazer o segundo e correr para a torcida.

Fim de jogo, e fim de invencibilidade. Após dois anos consecutivos com a taça em Chapecó, o título de campeão catarinense volta para Florianópolis. O Figueirense conquista o título de número 18 do campeonato estadual, maior campeão de Santa Catarina.

“Um jogo que poderia ter sido decidido nos pênaltis. Trabalhamos com dois sistemas praticamente. Agora é planejar o Campeonato Brasileiro. Definir uma equipe para enfrentar o Atlético-PR. É difícil de falar neste momento. Queríamos o tricampeonato, continuar com a hegemonia", disse Gilson Kleina.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade