Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Figueirense reformulado estreia no Catarinense contra o Guarani

Adilson Batista estreia no comando do Alvinegro

Redação ND
Florianópolis

Acompanhe o jogo em tempo real no ND Esportes Lance!Net a partir das 17h.

Ouça o jogo pela Rádio Record AM 1470.

Siga também o placar ao vivo com os gols de Joinville x Chapecoense e Juventus x Metropolitano.

Luiz Henrique/Divulgação
Adilson Batista em treino do Figueirense
Técnico Adilson Batista teve carta branca para montar time

 

Em sua estreia do Campeonato Catarinense 2013, o Figueirense enfrentará o Guarani, de Palhoça, e a desconfiança da torcida alvinegra depois da desastrosa temporada passada, que terminou com o rebaixamento no Brasileirão. A partida foi antecipada para as 17h, no Estádio Renato Silveira, liberado para receber público apenas no sábado à tarde pela Federação Catarinense de Futebol.

Para selar as pazes com a arquibancada, o Figueirense sabe que o caminho mais rápido é a conquista do primeiro título estadual da década (a última taça foi erguida em 2008). Por isso, o clube cortou na carne. A reestruturação do vestiário foi profunda e envolveu a saída dos ídolos Fernandes e Wilson e dos experientes Tulio e Júlio Cesar. O atacante Aloisio, destaque alvinegro do ano passado, com 33 gols, assinou com o São Paulo.

O escolhido para comandar o novo Figueirense é o treinador Adilson Batista, campeão catarinense com o alvinegro em 2006. O próprio Adilson vive um momento de desgaste na carreira. Desde a passagem pelo Orlando Scarpelli, ele sofre com altos e baixos. 

Depois vice da Libertadores com o Cruzeiro e de entrar para o seleto grupo dos treinadores de times grandes do país, Adilson teve passagens ruins por Corinthians, Santos e São Paulo, que o levaram a uma trajetória irregular. No ano passado, ele acabou demitido do Atlético-GO após dois meses de trabalho.

Adilson recebeu carta branca para montar o time. A pedido dele chegaram nomes como o volante Tinga, ex-Palmeiras, e o meia Danilinho, do Atlético-GO. Dos 14 contratados, 12 estarão à disposição hoje. O treinador faz mistério sobre a equipe que entrará em campo. “O grupo tem que se ajudar, ter comprometimento. A gente tem falado para um correr pelo outro. Essa vai ser nossa arma. Não importa se eles estão treinando há mais tempo que a gente”, disse Tinga.

O Guarani volta à elite do futebol catarinense depois de quatro temporadas com o objetivo de não cair. Chegar às semifinais do Estadual e beliscar a vaga na série D do Campeonato Brasileiro será considerado um prêmio. O time de Palhoça manteve o técnico Hudson Coutinho, preparador físico do Figueira por nove anos, que conquistou o acesso.

Sem nenhum reforço de grande expressão e com folha salarial enxuta, o grande destaque do clube é a gestão tocada pelo ex-jogador da Seleção Brasileira de Vôlei Renan Dal Zotto e o ex-camisa 11 de Flamengo e Real Madrid Sávio Pimentel.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade