Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Figueirense e Avaí fazem o último clássico no Orlando Scarpelli para decidir o título estadual

O Alvinegro precisa fazer quatro gols de diferença para levar o caneco. Se fizer três, o título será decidido nos pênaltis

Marcone Tavella
Florianópolis
Luiz Mendes/ND
O campeão de domingo será o maior vencedor do Estado

 

Quando o árbitro Paulo Henrique de Godoy Bezerra apitar o início dos 90 minutos restantes da decisão do Catarinense deste ano, os jogadores de Figueirense e Avaí que entrarem em campo neste domingo, às 16h, no Orlando Scarpelli estarão fazendo história. Os cerca de 17 mil torcedores serão testemunhas do clássico do desempate, talvez o último disputado no estádio – caso o clube inicie a construção da Arena Figueirense no início de 2013, como previsto. São 15 títulos estaduais para cada lado. Nos únicos dois confrontos diretos, o Avaí levou a taça em 1975, enquanto o Figueirense conquistou o campeonato de 1999.

Se o Avaí era o time que não tinha nada a perder antes da primeira partida na Ressacada, após o 3 a 0 o favoritismo do título caiu sobre os homens do técnico Hemerson Maria. “Será um jogo diferente. Estamos em busca da partida perfeita. O time pode render mais. Temos que ter muita determinação, nas partes técnica e tática, e equilíbrio em todos os fatores para sairmos campeões”, ponderou.

Por outro lado, os comandados do treinador Branco têm a difícil tarefa de reverter a ampla vantagem do adversário. Precisam de no mínimo três gols de diferença para levar a disputa para os pênaltis. Quatro gols ou mais garante o título. “É uma decisão, a gente está atrás de três gols. Temos que ter muito equilíbrio, muita inteligência e atitude para conquistar este título. Tem 90 minutos para fazer 3, 4 ou 5. Tudo aquilo que for possível para reverter, eu vou usar”, garantiu.

Durante duas semanas Florianópolis resgatou personagens destes 88 anos de confronto. Campeões, vice, ex-jogadores, árbitros, dirigentes e torcedores dividiram lembranças desta rivalidade. Chegou a hora dos dois elencos atuais marcarem seus nomes na história do maior clássico de Santa Catarina.

Ficha Técnica
Figueirense x Avaí:

Figueirense: Wilson; Pablo, Canuto, Sandro e Guilherme Santos; Ygor, Túlio, Botti (Doriva) e Fernandes (Luiz Fernando); Roni e Julio Cesar. Técnico: Branco.

Avaí: Diego; Patric, Renato Santos e Leandro Silva, Pirão; Bruno, Mika, Cleber Santana, Robinho; Nunes e Felipe Alves. Técnico Hemerson Maria.

Local: Orlando Scarpelli; Data: 13/05/2012; Horário: 16h; Arbitragem: Paulo Henrique de Godoy Bezerra, auxiliado por Kléber Lúcio Gil e Nadine Schramm Câmara Bastos.

 

Segredo mantido

Os jogadores do Figueirense treinaram nesta sexta-feira mais uma vez com portões fechados para a imprensa. Mas desta vez, fizeram as atividades no Orlando Scarpelli, local da partida decisiva deste domingo, às 16h. O técnico Branco não deu pistas do time que vai enfrentar o Avaí para reverter a desvantagem de três gols de diferença. “Todo atleta que entrar em campo domingo tem que ter um espírito que a gente não teve no primeiro jogo, que é um espírito de decisão”, avisou.

Diferente do que vinha sendo feito durante todo o campeonato, os jogadores estão concentrados desde a noite de sexta-feira. A base da equipe campeã dos dois turnos deve ser mantida com Wilson; Pablo, Canuto, Sandro e Guilherme Santos; Ygor e Túlio. Botti, Doriva, Fernandes, Luiz Fernando, Roni, Julio Cesar e Franco Niell disputam as quatro vagas restantes, que será anunciado 45 minutos antes do jogo começar.

Avaí sem surpresas

O Avaí está definido para o segundo e decisivo confronto contra o Figueirense. Apesar de ter fechado o treino, mais uma vez, na tarde de ontem, na Ressacada, o técnico Hemerson Maria adiantou que o time não terá nenhuma surpresa para a partida no Orlando Scarpelli.

Sem Arlan e Aelson, suspensos, Patric atuará pela lateral direita e o volante Pirão, que retorna de suspensão, será improvisado na esquerda. “Não tem muito segredo. Não temos muitas opções para essas posições. O Pirão jogava como ala esquerda e tenho certeza que vai fazer um grande jogo. Só não confirmo o time porque ainda temos um último treino e podemos ter que mudar por conta de algum problema”, explicou.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade