Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Figueirense cede e Chapecoense busca o empate em 1 a 1 na Arena Condá

Resultado deixa a disputa pelas vagas nas finais mais acirradas

Daniel Silva
Florianópolis
Chapecoense/Divulgação
Verdão do Oeste pressionou pela vitória, mas jogo terminou empatado

 

Um golaço do meia Hyoran colocou fim na série de vitórias do Figueirense sobre a Chapecoense. O Alvinegro caminhava para o quinto resultado positivo consecutivo e o empate em 1 a 1 na Arena Condá fez o Furacão perder a liderança do hexagonal para o Joinville, que soma 13 pontos, apenas um a mais que o Figueira. Com quatro partidas restantes, a disputa por uma vaga nas finais promete ser acirrada até a última rodada. O Verdão do Oeste pressionou bastante, mas não conseguiu vencer e encostar nos rivais na tabela. O Figueirense volta a campo na quarta-feira, contra o Princesa do Solimões, no Orlando Scarpelli, pela Copa do Brasil.

A formação com três volantes não deu certo em Florianópolis, sendo assim Vinícius Eutrópio escalou uma equipe mais ofensiva. O Verdão do Oeste começou a partida com tudo e quase abriu o marcador com Hyoran, que recebeu de Bruno Rangel e acertou o travessão. O Verdão dominava o jogo quando Mazola arrancou e passou para Dudu jogar a bola na área e Rafael Bastos fazer um golaço. O camisa 16 chutou no alto, com força, sem chances para Nivaldo. A equipe da casa continuou atacando, seja na bola parada ou tentando entrar na defesa alvinegra. O gol de empate saiu em lance individual de Hyoran. O meia driblou Dudu, se livrou de Cereceda e bateu cruzado, no ângulo direito do goleiro Alex Muralha.

O Figueirense voltou para o segundo tempo modificado. Ricardinho entrou na vaga de Dudu, com dores musculares, e Cereceda, que não fez uma boa partida, deixou o campo para Marquinhos Pedroso reforçar o setor. O nível técnico do jogo caiu, e o destaque passou a ser Heber Roberto Lopes. O árbitro amarelou quase todo o time alvinegro – foram oito cartões contra nenhum para a Chapecoense. A única jogada de efeito saiu dos pés de Hyoran, que tentou encobrir Alex Muralha de fora da área, mas o goleiro conseguiu se recuperar a tempo e desviou a bola esbanjando reflexo. Argel colocou Marcão para tentar recuperar a posse da bola, mas o atacante pouco participou do confronto.

 

Ficha técnica

Chapecoense

Nivaldo; Apodi, Rafael Lima, Vilson e Dener; Wanderson, Gil (Richarlyson), Hyoran, Maranhão (Neném) e Ananias (William Barbio); Bruno Rangel. Técnico: Vinícius Eutrópio

Figueirense

Alex Muralha; Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno e Cereceda (Marquinhos Pedroso); Dener, Paulo Roberto e Rafael Bastos; Clayton, Dudu (Ricardinho) e Mazola (Marcão). Técnico: Argel Fucks

 Local: Arena Condá, em Chapecó

Data: 29/3/2015

Horário: 16h

Gols: Rafael Bastos (F), aos 13, Hyoran (C), aos 40 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Cereceda, Dener, Clayton, Marquinhos Pedroso, Paulo Roberto, Thiago Heleno, Alex Muralha, Ricardinho (F)

Arbitragem: Heber Roberto Lopes, auxiliado por Nadine Schramm Câmara Bastos e Neuza Inês Back

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade