Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Fabiana Beltrame busca ouro inédito para o remo feminino nos Jogos Pan-Americanos

Campeã mundial e prata em Guadalajara, em 2011, remadora manezinha é a favorita entre as atletas que competem em Toronto

Daniel Silva
Florianópolis

A manezinha Fabiana Beltrame é uma das atletas mais experientes da delegação brasileira que disputa os Jogos Pan-Americanos entre 10 e 26 de julho, em Toronto, no Canadá. Campeã mundial e prata no Pan de Guadalajara, em 2011, e com três participações em Olimpíadas no currículo, a remadora de 33 anos ainda sente aquele frio na barriga antes da principal competição intercontinental das Américas.

Divulgação
Fabiana tem três participações em Olimpíadas


A atleta do Vasco – que começou no Clube Náutico Francisco Martinelli, em Florianópolis – estreia neste domingo, no skiff simples leve, às 11h10. “O Pan é uma competição diferente. É muito importante para o Brasil e, principalmente, para o remo. Estou bastante ansiosa. Treinei muito e espero que consiga um bom resultado”, projetou a catarinense, que busca o ouro inédito para o remo feminino e que o país não conquista há 28 anos. A última vez que o Brasil subiu no lugar mais alto do pódio, no remo, foi em Indianápolis 1987, nos Estados Unidos, com o dois sem dos irmãos Ronaldo e Ricardo Carvalho.


A catarinense chega credenciada pelos bons resultados conquistados na atual temporada. Fabiana foi medalha de ouro na primeira etapa da Copa do Mundo, em Bled, na Eslovênia, em maio, e conquistou a prata na segunda etapa em Varese, na Itália, no mês passado. “Claro que dá mais confiança, mas sempre com os pés no chão, sabendo que é uma competição bastante difícil. Não é à toa que o Brasil está há tanto tempo sem conquistar uma medalha de ouro. Países como Argentina e Cuba, se preparam especificamente para essa competição, sem falar nos EUA e Canadá, que são fortes em todos os esportes”, avaliou.

Após o Pan, Fabiana deve mudar o foco para o Mundial , que ocorre entre 30 de agosto e 6 de setembro, em Aiguebelette, na França. Depois, a manezinha deve se concentrar em encontrar uma parceira para competir no skiff duplo nos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro, já que a prova de skiff simples não faz parte do programa olímpico. “É muito diferente competir sozinha, onde não dependo de ninguém, como no Mundial, e competir em dupla, como na Olimpíada. Infelizmente, o skiff simples leve não é uma prova olímpica, então novamente tenho que achar uma parceria para tentar um bom resultado nos Jogos”, ressaltou.

Fichas

Nome: Fabiana Beltrame
Naturalidade: Florianópolis
Nascimento: 9 de abril de 1982 (33 anos)
Modalidade: remo (skiff simples)
Principais conquistas: campeã mundial, em Bled, na Eslovênia (2011), prata nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (2011), 3 participações em Olimpíadas (em Atenas 2004, em Pequim 2008 e Londres 2012)

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade