Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Esposa de Thiago Silva passa apuros na Rússia, mas vive a Copa feliz e sonha com redenção na final

Isabelle Silva já passou por várias encrencas no país da Copa, mas nada que se compare ao drama com o marido em 2005. Otimista, ela já fala com franceses sobre possível semifinal

LANCE!
Enviado especial a Kazan (RUS)

 Isabelle Silva, esposa de Thiago, no jogo contra a Sérvia em Moscou  -  Foto: Arquivo pessoal
Isabelle Silva, esposa de Thiago, no jogo contra a Sérvia em Moscou - Foto: Arquivo pessoal


A caminhada da Seleção Brasileira em busca do hexacampeonato na Rússia tem sido particularmente especial para Isabelle Silva. Dona do sobrenome que hoje é garantia de segurança para o Brasil nas quartas de final contra a Bélgica, a esposa de Thiago se emociona a cada bola afastada ou gol do marido, como aconteceu na terceira rodada da fase de grupos contra a Sérvia. Não é para menos. Foi ela quem compartilhou, na mesma Rússia de agora, o drama que quase pôs fim à carreira do jogador em 2005, quando contraiu uma tuberculose enquanto atuava pelo Dínamo Moscou. Coisa do passado. O pensamento agora é de ver o camisa 2 erguendo a taça na capital no dia 15 de julho. Essa cena não sai da cabeça da carioca.

- Cada jogo é uma história, cada dia. Está sendo muito bom estar aqui, desta vez como vencedor. Satisfeito o Thiago só vai estar quando levantar o caneco, é o objetivo dele, é o nosso pensamento. Mas ele está feliz de manter uma sequência depois de tudo que passou na Rússia - afirmou Isabelle, em entrevista ao LANCE!.

Os anos se passaram, Thiago se recuperou, virou um dos principais jogadores do Brasil na Copa e Isabelle percorre a Rússia dividida entre as alegrias pelas vitórias brasileiras e as situação quase cômicas diante dos obstáculos que precisa driblar a cada dia no país da Copa. E haja contratempo.

Desde que desembarcou em Sochi, casa do Brasil na Copa, Isabelle convive com apuros dos mais variados. Ela já foi parada em blitz, pagou valor superfaturado em uma corrida de táxi e errou endereço de um restaurante supostamente brasileiro. Fortes emoções!

- Cada dia é uma novidade. Já procurei restaurante brasileiro, tipo churrascaria, me levaram para um completamente diferente, longe do hotel, totalmente russo. Paguei 400 rublos (cerca de R$ 25) para ir a um lugar que era na mesma rua que a minha. Quando fui pechinchar o táxi, fui parada na blitz e quase tive de pagar multa - conta, se divertindo.

- E a comunicação, pelo amor de Deus! Viva o tradutor. Aprendi umas palavras, tipo "spasiba" (obrigado), mas muito pouco. É sempre um drama - completa.

O sentimento é emblemático para quem viveu um pesadelo na Rússia. Simboliza a volta por cima e, ao mesmo tempo, confere descontração ao ambiente da Seleção. A cada jogo, os familiares dos atletas agitam os arredores dos estádios antes de a bola rolar e Isabelle é sempre uma das mais animadas.

Isabelle faz questão de dividir seus apuros com os seguidores de suas redes sociais, onde interage com frequência. Lá, já fala sobre uma semifinal de Copa contra a França. Ela tem milhares de seguidores franceses, já que mora em Paris, cidade do PSG, clube de Thiago. Mas calma lá! Amigos, amigos, Copa à parte!

- Eles dizem que estão muito felizes que eu estou torcendo para eles. Mas eu sempre falo: torcendo até jogar com a gente. Depois não tem jeito (risos) - brinca.

A semifinal tão esperada, que colocará Isabelle na mira de seus seguidores franceses, acontecerá se o Brasil passar pela Bélgica e a França por Uruguai, nesta sexta-feira. Será, certamente, o maior desafio dos Silva na Copa. Mas quem tem se virado melhor?

- O Thiago, nosso capitão sempre! Ele se vira em campo e a gente se vira fora, sempre dando um jeitinho, se divertindo - brinca Isabelle.

A despedida é com um sorriso, simbólico para quem chorou tanto na Rússia. Que a alegria contagie o Brasil nas quartas de final contra a Bélgica e siga até o fim.






Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade