Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Entre a glória e o trabalho: Figueirense vibra a 18ª taça, mas prepara a estreia na B

Elenco esteve no estádio Orlando Scarpelli, nesta segunda, celebrando a conquista e a hegemonia no Estado; Série B começa já na próxima sexta-feira

Diogo de Souza
Florianópolis
09/04/2018 às 17H48

O clima em Florianópolis ainda é de degustação. Depois do 18º título estadual, o Figueirense poderá dar sequência no ano de maneira mais tranquila em busca de feitos maiores. Ao menos é esse o discurso adotado pelos dirigentes, comissão técnica e jogadores para o restante da temporada.

A consolidação como o maior vencedor de Santa Catarina chegou após a vitória cheia de autoridade sobre a então bicampeã Chapecoense – 2 a 0, gols de Gustavo Ferrareis e Maykon Leite. Apesar do tamanho do êxito e da “ressaca” nesta segunda-feira, o terreno já está sendo preparado para outro grande desafio da temporada: a Série B do Campeonato Brasileiro. O goleiro Denis, um dos heróis na vitória sobre a Chapecoense, esteve no Orlando Scarpelli no início da tarde desta segunda-feira e falou sobre esse exato momento de transição entre a glória e o trabalho.

“Fico muito feliz com a conquista, é um grande título e que significa muito pra mim. Fico feliz por ter ajudado, feliz por ter feito uma boa partida na final, com defesas importantes. Mas agora é virar a chave, tem a Série B pela frente e esperamos chegar no final do ano com o acesso”, lembrou o arqueiro alvinegro.

O técnico Milton Cruz, como repetiu ao longo das entrevistas durante toda campanha, valorizou o grupo montado para as competições em 2018.

“Montamos um grupo equilibrado e que é muito unido. Quem joga sempre dá o máximo e quem fica de fora dá força para os companheiros. Isso, junto com a qualidade dos jogadores, faz diferença”, ressaltou o comandante que levantou seu primeiro troféu na condição de treinado de futebol.

Milton Cruz exibe a conquista do Figueirense - Luiz Henrique/Figueirense FC/divulgação
Milton Cruz exibe a conquista do Figueirense - Luiz Henrique/Figueirense FC/divulgação


O elenco alvinegro se reapresenta nesta terça-feira para os trabalhos visando à estreia na Segundona diante do Juventude-RS, no estádio Orlando Scarpelli na próxima sexta-feira, às 21h30. O time, no entanto, não deve ter grandes alterações em relação ao que foi campeão neste domingo.

 

Reforço na área.

De acordo com informações do repórter José Henrique Koltermann, da rádio Guarujá AM, o Figueirense está bem próximo de oficializar o volante Matheus Salles, 22 anos, que estava no América-MG.

O atleta está em Florianópolis e, conforme o resultado dos exames, deve assinar com o Furacão do Estreito até o final do ano. Matheus Salles pertence ao Palmeiras e, em 2018, disputou apenas cinco partidas com o América-MG e não estava sendo aproveitado pelo técnico Enderson Moreira.


Ficha:

Nome: Matheus de Sales Cabral

Data de Nascimento: 13/05/1995 (22 anos)

Altura: 1,78m

Posição: Volante/Meia

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade