Publicidade
Domingo, 17 de Fevereiro de 2019
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Embalado e invicto em 2019, Figueirense embarca para o RJ para a "final" contra o Boavista

Figueirense chega no Rio nesta terça-feira, faz o último treino e vai com o alerta ligado para os perigos ante o confronto contra o Boavista, na milionária e traiçoeira Copa do Brasil

Redação ND
Florianópolis
11/02/2019 às 20H44
Figueirense derrota o Hercílio no Scarpelli - site Figueirense/ndonline
Figueirense derrota o Hercílio no Scarpelli - site Figueirense/ndonline


O Figueirense embarca para o Rio de Janeiro no início da manhã desta terça-feira (12), com destino a Saquarema (RJ), onde encara, na quarta, o Boavista, pela primeira fase da Copa do Brasil 2019, às 20h30. Invicto na temporada, o Furacão vai percorrer 1.246 quilômetros para encarar um jogo “como se fosse final” em nome da honra do clube, mas também e principalmente pelo aporte financeiro envolvido na competição.

O futebol é um acumulado de clichês que vai além da “caixinha de surpresas”. O Figueirense, por exemplo, está imerso em uma série. Entre “virar a chave”, “a honra das cores do clube” e “a importância do dinheiro” disponibilizado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) ao longo da competição, o Alvinegro está abraçado em todos.

Com uma campanha irretocável no estadual até aqui (sete jogos, cinco vitórias e dois empates), o time de Hemerson Maria promete manter a pegada e a eficiência apresentada até aqui, também na Copa do Brasil.

“A gente sempre vai mirar a vitória, independente da partida, a gente sabe que ao defender as cores do Figueirense precisamos levar os jogos como uma final e não vai ser diferente na Copa do Brasil”, observou o zagueiro Ruan Renato, que estreou no final de semana na vitória sobre o Hercílio Luz e que deve ser mantido na defesa do Alvinegro, ao lado do Pereira.

Assim como Maria havia manifestado em outras oportunidades, o defensor lembrou a necessidade de atenção e da continuidade no torneio que, dependendo da participação, possibilita um importante respiro nas economias do clube.

“É importante para o clube pela continuidade e pela questão financeira”, acrescentou o beque.

Do outro lado o time carioca ficou com a quarta colocação no grupo C do estadual e, dessa forma, foi eliminado na Taça Guanabara. O time da cidade de Saquarem até arrancou bem na competição, mas perdeu as últimas três partidas disputadas. Nada disso, no entanto, é motivo para comemoração no alvinegro. Ruan Renato destacou a presença de jogadores experientes e rodados como o zagueiro Rafael Marques, o meia Carlos Alberto (com passagem frustrada pelo prórpio Figueirense) e o centroavante Leandrão.

“É um time qualificado, vimos o vídeo com o Hemerson Maria, conhecemos alguns atletas, são experientes. É uma competição muito boa, é de mata, não tem favorito nem time com condição financeira melhor, pode acontecer muita surpresa”, precaveu o zagueiro.

O Alvinegro do Estreito realiza o último treino na tarde desta terça, em Itaboraí, a partir das 16h. A viagem para Saquarema acontece na quarta.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade