Publicidade
Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 23º C

Diego Jardel diz que Avaí muda pouco com ele no lugar de Marquinhos

"Temos características parecidas. Buscamos manter a bola no pé, fazer as jogadas e as tabelas", afirmou o meia

Redação ND
Florianópolis

Diego Jardel se mostra preparado para substituir Marquinhos, que está tratando um edema muscular na coxa esquerda e é desfalque certo para a partida de sábado (6) com o São Caetano, em São Bernardo (SP), pela rodada de reinício da Série B do Brasileiro. Confiança parece não faltar para Diego. O atleta ressaltou que possui características semelhantes ao camisa 10 e que o Avaí vai mudar muito pouco com a ausência do ídolo.

:: Em visita ao Avaí, Ramires ainda vê chance na Seleção e diz sonhar em voltar ao JEC

 

Divulgação/Avaí F.C
Diego Jardel considera o técnico Hémerson Maria como um pai


"Eu e o Marquinhos temos características parecidas. Buscamos manter a bola no pé, fazer as jogadas e as tabelas. Não vai mudar muita coisa. Espero ajudar o Avaí a retomar o rumo das vitórias e tirar o time dessa situação", disse Diego.

O que deve mudar é a postura do time. Segundo Diego, o técnico Hémerson Maria vem pedindo mais marcação no meio-de-campo, com pressão sobre o adversário e valorização da posse de bola.

"Com a posse de bola a gente tem mais chance de criar jogadas para o ataque. Nós quatro do meio-de-campo (Eduardo Costa, Rodrigo Thiesen, Diego Jardel e Cleber Santana) vamos jogar praticamente como um losango, marcando bem e tendo o Cleber como um falso atacante", falou.

Diego Jardel também fez questão de ressaltar o bom relacionamento com o treinador. Os dois já trabalharam juntos e Diego conta que o considera como um pai. "A confiança é a base de tudo no futebol. Quando se tem confiança, o jogador exerce um futebol melhor", opinou.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade