Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

De contido a polêmico, Sheik agrada e 'garante' renovação no Corinthians

Atacante de 39 anos tem contrato apenas até junho, mas deve renovar até o fim desta temporada. Ele agrada dentro e fora de campo, com conselhos aos jogadores mais jovens

LANCE!
São Paulo (SP)

 Emerson Sheik atuou em 13 jogos neste ano  -  (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)
Emerson Sheik atuou em 13 jogos neste ano - (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)


Quando Emerson Sheik foi apresentado como novo reforço do Corinthians, a maioria das pessoas questionavam: o atacante voltou por gratidão do clube ou porque ainda poderia render? Três meses depois, o jogador de 39 anos deu a resposta dentro e fora de campo e está perto de renovar seu contrato até o fim da temporada. Ele chegou com vínculo apenas até junho.

- A intenção é que ele permaneça até o fim do ano, principalmente porque está sendo muito positivo no dia a dia, no vestiário... Ele sabe da importância dele. A nossa equipe é muito jovem, e o Pedrinho (19 anos) olha para ele de maneira respeitosa. Então é muito provável que ele fique até o fim do ano - explicou o técnico Fábio Carille.

Amigo de Carille desde sua primeira passagem pelo clube, Sheik sabia que teria a responsabilidade de "cuidar" dos mais jovens. Ao contrário do que aconteceu nos anos anteriores, o atacante chegou contido, sem causar polêmicas em suas entrevistas.

Ele passou a medir as palavras e virou exemplo para os garotos, principalmente para Pedrinho (19 anos) e Mateus Vital (20 anos). O próprio Sheik ressaltou a importância nos conselhos para os jogadores que têm praticamente a metade de sua idade.

Emerson Sheik e Pedrinho

Sheik postou foto com Pedrinho e elogiou o garoto: 'Joga demais'

Sheik só foi voltar a ser o aquele velho Sheik provocador após a semifinal contra o São Paulo, quando falou que o técnico Diego Aguirre tinha de "dar um Google" para reconhecer os treinadores adversários - na ocasião, Carille não foi cumprimentado antes do jogo e deu uma dura no técnico são-paulino.

O lado provocador voltou a ser visto depois da conquista do título paulista. Na festa do clube, Sheik chamou o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, de "doente mental" e ainda xingou o atacante Dudu e o clube alviverde.

Mas a importância de Sheik não é apenas fora das quatro linhas. Em campo, o jogador chegou a surpreender ao engatar uma sequência de três jogos como titular, substituindo o então lesionado Jadson.

Ao todo, foram 13 jogos do veterano: cinco nos mata-matas do Paulistão e dois na Libertadores. Ele marcou dois gols decisivos: na vitória por 1 a 0 sobre o Mirassol e ao abrir o placar na vitória por 2 a 0 sobre o Deportivo Lara (VEN).

Importante dentro e fora de campo, Sheik "garante" sua renovação com o Corinthians até o fim deste ano. Um título ele já conquistou...

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade